Você sabe o que é “pedra na vesícula?”

Alberto Buge Stein , 27 Março 2017

Você sabe o que é “pedra na vesícula?”

Sabe aquela dorzinha incômoda na “boca do estômago” que algumas pessoas de vez em quando sentem? E, principalmente, se essa dor aparece logo após comermos alimentos gordurosos? Pois bem, tanto pode ser somente uma leve indisposição estomacal, quanto pode ser algo um pouco mais sério, como: a famosa “pedra na vesícula”.

Popularmente chamada de “pedra na vesícula”, a colelitíase é uma das mais frequentes causas de dores abdominais, e seu tratamento é feito através da remoção cirúrgica (colecistectomia), uma das cirurgias abdominais mais realizadas no mundo.

Quais os sintomas?

Pedra na vesicula sintomas 300x225

Os sintomas típicos são dores abdominais junto à costela do lado direito, ou no epigástrio – “boca do estômago” –, podendo ainda ser sentida nas costas e no ombro direito,geralmente acompanhada de vômitos e náuseas. A ingestão de alimentos gordurosos é um dos maiores desencadeadores das crises, que muitas vezes são de forte intensidade, fazendo com que na maioria das vezes o indivíduo seja levado ao hospital.

Quais são os fatores de risco?

A obesidade, dieta rica em gorduras e pobre em fibras, ser do sexo feminino, casos na família e uso de hormônios são os principais fatores de risco para o aparecimento dos cálculos.

Quais são as principais complicações?

Caso o problema não seja diagnosticado e tratado nas fases iniciais, complicações graves como a inflamação aguda da vesícula (colecistite aguda), a pancreatite aguda e a colangite (quando a pedra da vesícula migra para o canal principal da biles, obstruindo a passagem e causando infecção) podem levar à morte.

laparoscopiaExiste tratamento?

A remoção cirúrgica da vesícula biliar (colecistectomia) é o tratamento recomendado, sendo a via laparoscópica (popularmente conhecida como “laser”), a via de preferência devido aos diversos benefícios como: menos dor, melhor efeito estético e retorno mais rápido às atividades.

Fique atento aos sintomas e procure um especialista para avaliá-lo.

confira botao coluna 2

 

Histórico