Primavera chegando e Marechal Floriano fica ainda mais plena como a "Cidade das Orquídeas"

Já dizia Tim Maia: “Porque é primavera, te amo”. É com essa mesma magia da estação mais colorida do ano que se aproxima, que Marechal Floriano, conhecida como Cidade das Orquídeas, fica ainda mais cheia de belezas e encantamentos para moradores e turistas.

O título de Cidade das Orquídeas não é à toa. Símbolo do Espírito Santo, a Cattleya warneri é uma planta muito encontrada em Marechal Floriano, fomentando a tradição de orquidofilia e chamando atenção pela sua exuberância, pela diversidade das cores de suas flores, por seu formato único e delicadeza.

Edmar Brambati Marques, produtor de orquídeas há mais de 10 anos, transformou o seu hobby em um negócio e hoje tem mais de 40 mil plantas e mais de 100 variedades de orquídeas em sua propriedade, localizada em Santa Maria de Marechal Floriano.

Questionado sobre a rotina de cuidado com o orquidário, ele logo diz: “não existe nada mais satisfatório do que fazer algo que a gente gosta. Não me sinto no trabalho, me sinto promovendo encontro de plantas, flores e pessoas, o que me dá muita realização quando adquirem uma orquídea daqui. Vou a diversas exposições no Brasil e recebo o reconhecimento por onde passo”, destacou.

Já para Plínio Marcos Uhl, a produção de orquídeas é mais do que um negócio, mas, sim, um legado do seu pai, o Paulo, que cultiva essas flores há mais de 30 anos. Juntos, pai e filho já têm cerca de 10 mil plantas, com registro no Ministério da Agricultura, que também permite a comercialização das flores.

“Nós temos duas estufas e aprendemos muito com as flores. Assim como a vida, as flores têm os seus estágios. Aprendemos a ter paciência, carinho e cuidado. Uma orquídea demora cinco anos para florir e depois é somente uma vez por ano. Já parou para pensar por que existem tantos colecionadores? Isso é muito bonito”, afirmou Plínio. Sobre morar na cidade com esse título? Tanto Edmar quanto Plínio são apaixonados.

Já o orquidófilo Fábio Jacob Tesch, que juntamente com a esposa Silvana Huber Tesch possui o Orquidário Tesch, em Santa Maria, destaca o amor de sua filha, a pequena Isabela Huber Tesch, de apenas 5 anos, pelas plantas. “Ela adora estar no orquidário e até conhece algumas espécies. Ela aprendeu a gostar de flores desde os primeiros meses de vida”, conta Fábio.

Fábio também lembra que de 13 a 15 de outubro será realizada, no Ginásio de Esportes Miguel Kröhling, anexo à Escola Professor Nicolau Kröhling, no distrito de Santa Maria, a 10ª Exposição de Orquídeas. Serão mais de 40 orquidófilos, com mais de mil plantas expostas e à venda. O evento tem entrada gratuita.

Prefeitura quer incentivar produtores

Atualmente, em Marechal Floriano existem cerca de 100 orquidófilos. Para incentivar ainda mais a produção, potencializar o turismo e movimentar a economia da cidade, a Prefeitura prevê a criação do projeto “Cidade das Orquídeas”, que será focado na capacitação de mais produtores e campanhas de divulgação.

“O projeto está sendo elaborado com a colaboração da Secretaria de Cultura e Turismo, Secretaria de Educação e Esportes, Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e Secretaria de Agricultura. Queremos tornar Marechal Floriano referência em todo o país”, disse Maria Goretti Pereira Pinto, secretária municipal de Cultura de Turismo.