Fipe estima inflação de 10,63% para famílias que recebem até 3 salários mínimos

Publicado em 10/11/2021 às 09:20

Compartilhe

104305


source
Especialista vê inflação o principal motivo para o crescimento da fome no Brasil
Reprodução: iG Minas Gerais

Especialista vê inflação o principal motivo para o crescimento da fome no Brasil

O aumento da inflação afeta de forma mais dramática as famílias com renda mais baixa, que sentem de forma diferenciada o peso da alta de preços de produtos e serviços básicos, como alimentação, energia eletrica e gás de cozinha. Para estimar esses impactos a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) passa a divulgar também o mesmo índice de preços, mas calculado para três faixas de renda um a três pisos nacionais, três a oito e acima de oito salários mínimos mensais.

A metodologia é a mesma utilizada no cálculo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), mas os pesos dos grupos de despesa foram reestimados em função dos recortes de renda. O objetivo é medir de maneira mais precisa os impactos da inflação nas distintas faixas de rendimentos.

De acordo com o IPC FX acumulado 12 meses, a inflação para os que recebem renda de um a três salários mínimos foi de 10,63%; de três a oito pisos nacionais, de 10,38%; e acima de oito salários mínimos, de 9,67%.

O aumento no quesito habitação para as famílias com renda de um a três salários mínimos foi de 10,20%, enquanto para as famílias com renda acima de oito pisos nacionais ficou em 7,11%. Em alimentação, as famílias com ganhos de um a três salários mínimos experimentaram um aumento de 14,26% nos preços. Já as famílias com renda acima de oito pisos enfrentaram um crescimento nos preços de 12,98%.

Para Guilherme Moreira, coordenador do IPC da Fipe, para as famílias com renda mais baixa, os aumentos dos custos da energia elétrica, gás de cozinha e alimentos foram os que mais pesaram e comprometem sua qualidade de vida.

“Quando dizemos que a inflação foi de 10%, isso significa que para uma familia para manter o mesmo padrão de consumo ela teria que ter uma renda 10% maior. Ou que seu poder de compra foi reduzido em 10%. Para as familias com renda mais baixa, isso significa que muitas podem passar fome. Ela não consegue cortar itens tão básicos à sobrevivência”, explica ele.

Veja também

cultura-19-07-ft-div-familia-lima

Família Lima se apresenta hoje (19) no Festival de Inverno de Domingos Martins

turismo-19-07-ft-gov-es-grupo-teatro-Gota-Po-e-Poeira

Grupo teatral Gota, Pó e Poeira participa de festival nacional em Minas Gerais

GATRONOMIA

Receita de Nhoque de inhame

agro-19-07-ft-div-sinfagres-1

Inscrições abertas para o Seminário de Defesa Agropecuária do Espírito Santo

policia-19-07-ft-gov-es-procon-es

Procon-ES apreende mais de 100 quilos de produtos vencidos em supermercados na região do Caparaó

saude-19-07-ft-gov-es

CRE Metropolitano atende mais de 3,9 mil usuários dentro do Programa de Órtese Oftalmológica em três meses

esportes-19-07-ft-divulgacao-paratleta-capixaba

Espírito Santo conquista 25 medalhas no Circuito Loterias Caixa de Natação Paralímpica

mat-paga-esporte-19-07-ft-freepik-torcida-argentina

Após título da Argentina, como está o ranking de conquistas da Copa América?