Seis dúvidas sobre a higiene íntima no inverno

Devido às baixas temperaturas, o inverno é a época do ano que precisamos reforçar os cuidados com a saúde. Na estação, os fatores imunológicos apresentam queda se tornando suscetíveis a doenças.

A ginecologista e professora de obstetrícia, Carolina Mocarzel, chefe da Unidade Materno Fetal do Hospital Federal dos Servidores, no Rio de Janeiro, e responsável pela Clínica Mocarzel de Ginecologia e Obstetrícia, aponta quais são os cuidados nessa época do ano e tira as principais dúvidas:

1- Como evitar os riscos para a saúde íntima da mulher durante o inverno?
Não esquecer de se hidratar pois como temos menos sede, há uma tendência a beber menos líquido. Evitar uso de roupas apertadas e pouco ventiladas quando a mulher tem propensão a candidíase. Cuidado com excesso de roupas com materiais sintéticos. Nos dias que usar roupas muito apertadas e pouco ventiladas tentar dormir com roupa íntima mais leve.

2- Quais são os produtos indicados para higiene íntima?
Há produtos próprios para higiene íntima, mas o uso não é obrigatório. Como rotina basta ter um sabonete neutro (de preferência líquido) para a higiene da região íntima.

3- Faz mal usar sabonete comum na higiene íntima?
Em casos de pacientes que não apresentam alergias, prurido (coceira) e irritações locais eles até podem ser utilizados mas o ideal é fazer uso de sabonetes neutros (sem cor e sem perfume) e de preferência líquido (pois não ficam expostos no banheiro e sim armazenados nos seus recipientes adequados).

4- Pode usar lenço umedecido na higiene íntima?
Pontualmente sim mas NÃO como uma rotina para higiene. São práticos e cumprem seu papel em casos de viagem e quando não há uma boa estrutura de banheiro. Mas o ideal é sempre a higiene com água e sabão. Mulheres que apresentem alergias, prurido (coceira) e irritações locais devem evitar seu uso.

5- Quais os cuidados que devemos ter no frio?
Na prática são os mesmos que que devem ser realizados ao longo do ano todo: higiene íntima com sabão neutro. Evitar uso excessivo de sabão. Evitar uso em excesso de lenços umedecidos. Não realizar duchas vaginais.

6- O que fazer para evitar infecções genitais?
Uso de preservativos nas relações sexuais . Exames ginecológicos de rotina para buscar informações e esclarecimentos sobre todos os fatores de risco e sintomas de infeções. Buscar saber da saúde do parceiro e incentivar os hábitos saudáveis.

confira botao coluna 2

 

Histórico