GASTRONOMIA

Gastronomia

Parmentier de frango

Publicado em 23/12/2022 às 09:23

Compartilhe

padrão-gastronomia

Esta é uma receita de origem francesa, batizada com o nome do agrônomo e nutricionista francês Antoine Augustin Parmentier  que, entre os séculos XVIII e XIV, desenvolveu um importante trabalho para convencer as pessoas que as batatas eram um ótimo alimento. Naquela época elas tinham chegado à Europa, trazidas da América do Sul, sua origem, e havia um enorme preconceito quanto a seu uso para o consumo humano: achavam que ela transmitia doenças e, então, só era utilizada como alimento de animais… A partir daí os cozinheiros passaram a utilizá-la e, graças a ela, durantes as grandes guerras, foi uma das maiores e das mais baratas fontes de carboidratos que auxiliou, e muito, na alimentação das tropas.

Preparei-a com frango desfiado, mas outras versões de recheios podem ser usadas, como carne bovina moída (que é a original!), pato (canard, em francês) desfiado ou, mesmo, uma sobra de carne de panela ou assada e bem picada, o frango assado de ontem, o peru do Natal, o restante da carne seca desfiada, que ficam também muito gostosas! Podemos dizer que é uma versão francesa do nosso “escondidinho”, ou vice-versa…

Comecei aferventando 700 g de peito de frango para, em seguida, refogá-lo no azeite com pasta caseira de cebola e alho, sal, pimenta do reino e páprica defumada (invenção minha…). Quando já estava bem cozido, coloquei-o no liquidificador e, com o comando “pulsar”, desfiei-o sem deixar que se tornasse uma pasta, e reservei-o.

Enquanto isso cozinhei 700 g de batatas, descasquei-as e as amassei para transformar num purê. Adicionei, então, meia caixinha de creme de leite, 100 g de manteiga com sal e uma xícara de leite. Mexi bem esta mistura, em fogo baixo, temperei com noz moscada, ajustei o sal e adicionei mais um pouquinho de leite para deixar no ponto, nem muito seco nem muito mole.

C:\Users\Mario\Documents\Noticiário\parmentier.jpg

Na sequência forrei uma assadeira retangular de vidro (pode ser feito, também, em porções individuais, em ramequins) com uma camada do purê, escorri e adicionei uma caixinha de ervilhas em conserva ao frango desfiado e cobri a camada de purê com ele. Sobre esta coloquei o restante do purê, salpiquei uma boa quantidade de queijo parmesão ralado grosso por cima e levei ao forno pré-aquecido até gratinar.

Servi quente e, como complemento, à parte, cozinhei com um pouco de sal cenouras descascadas e passei-as na manteiga. Levei para a mesa, ainda, vagens inteiras (prefiro aquelas fininhas!) também cozidas e salpicadas com cubinhos bem fritos de bacon e um molho vinagrete (azeite, vinagre, sal, pimenta do reino e molho de mostarda), que fizeram bastante sucesso!

Tudo foi harmonizado com um vinho da uva Pinot Noir (a minha preferida!), que acompanhou a refeição muito bem! Até a próxima!

Veja também

policia-21-02-pces

Polícia Civil prende em flagrante suspeito de homicídio em Conceição de Castelo

policia-21-02-mf

Bicicleta e moto são furtadas e um micro-ônibus é arrombado em bairro de Marechal Floriano

geral-21-02-divulg-sala-empreendedor

Novos serviços da Receita Federal são implementados na Sala do Empreendedor de Marechal Floriano

turismo-21-02-setur

Setur debate avanços no projeto de turismo de cruzeiros no Espírito Santo

saude-21-02-Helio-Filho-Secom

Espírito Santo institui Centro Integrado de Comando e Controle de Arboviroses

mundo-21-02-Thomas-White-UNRWA-via-X

Israel atacou comboio de ajuda alimentícia da ONU em Gaza

mat-paga-21-02-mundo-freepik

A Era de Ouro das Docuseries: Como as séries documentais estão cativando o público em todo o mundo

brasil-21-02-Divulgacao-Prefeitura-do-Rio

Chanceleres do G20 debatem reforma da governança global e crise internacional em encontro no RJ

Últimos artigos de Gastronomia

Romeu & Julieta

Talharim a parisiense

Shakshuka

Banoffee

Bacalhau espiritual