SAÚDE

Pacientes de Manaus recebem alta médica no Espírito Santo nesta quarta-feira (03)

Publicado em 04/02/2021 às 11:43

Compartilhe

Na tarde desta quarta-feira (03), dois pacientes vindos de Manaus para dar continuidade ao tratamento contra o novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo, receberam alta médica do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves (HEJSN), na Serra, após 13 dias de internação. A saída de Evanderson Silva de Jesus, 28 anos, e Afrânio Johnson Costa dos Anjos, 51 anos, aconteceu após ambos apresentarem dois testes negativos de RT-PCR.

A saída desses pacientes do hospital foi acompanhada pelo governador Renato Casagrande e pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

“Muito bom estar participando da alta dos dois primeiros pacientes de Manaus. Recebi uma carta do Afrânio me agradecendo e também a todos que trabalham no hospital e a todos os capixabas pelo acolhimento, solidariedade e mensagens de carinho e apoio. O capixaba tem o espírito solidário e é muito bom saber que o Estado ajudou a salvar a vida dessas pessoas. Infelizmente nem todos são salvos, mas não faltam leitos ou atendimento aqui no Espírito Santo”, afirmou o governador.

O secretário Nésio Fernandes destacou a importância do acolhimento concedido aos pacientes e a alegria de poder comemorar a cura dos mesmos. “Nós respondemos um chamado nacional, ofertamos a possibilidade de acolher em nosso sistema de saúde esses pacientes que estavam sem oxigênio e sem acesso ao serviço adequado. Entendemos que foi um gesto correto, adequado e nobre do povo capixaba, expressado muito bem pelo governador Casagrande. Estar com esses pacientes na alta e ouvir deles toda a experiência vivida em Manaus e depois o acolhimento no nosso Estado, é importante para poder construir a história em meio a pandemia”, pontuou.

O diretor geral da unidade, Rogério Griffo, explicou que a apresentação dos dois exames negativos é necessária devido ao translado para Manaus. “Alguns pacientes possuem condições clínicas de alta, mas devido à viagem para o estado natal é necessário a negativação do RT-PCR. Isso significa que eles não estão em condições de transmitir a doença”, disse.

A volta dos amazonenses para casa é de responsabilidade do Ministério da Saúde e do Governo do Estado do Amazonas, e está previsto para às 19h35 desta quarta-feira em voo comercial.

Pacientes se emocionam na saída do hospital

A batalha contra o novo Coronavírus tem um obstáculo ainda maior para os pacientes do Amazonas: a distância de mais de quatro mil quilômetros da família. Para Afrânio Johnson Costa dos Anjos, a melhor parte de voltar para casa é poder abraçar a esposa e os dois filhos novamente. “Todos os dias eu pensava que tinha que lutar para estar com minha família de novo, poder abraçar eles. Agora vou me cuidar cada dia mais e alertar as pessoas sobre a gravidade dessa doença”, relatou.

Emocionado, ele agradeceu a receptividade da população capixaba e principalmente aos profissionais de saúde do Hospital Dr. Jayme Santos Neves, pelo carinho e cuidado durante todos os dias de tratamento. “Muito obrigado a esse povo acolhedor que nos deu um atendimento especial, que nos deu saúde e nos deu mais uma chance de viver. Não tem preço que pague o que todos vocês do Governo, do hospital e todos os capixabas fizeram por nós. Vamos voltar para nossas casas, nossas famílias, com saúde graças a vocês. Muito obrigado!”, disse.

Evanderson Silva de Jesus destacou que inicialmente se recusou a ser transferido para o Espírito Santo, pois ficou assustado com a ideia de estar em outro estado sozinho, longe dos familiares e amigos. “Me disseram que aqui eu teria todo o suporte necessário para enfrentar a doença. No início eu não quis aceitar, mas não estaria bem se não estivesse aqui. Sou muito grato por todo suporte e atenção recebido por todos”, lembrou.

Pacientes do Amazonas no Espírito Santo

O Espírito Santo recebeu, entre os dias 21 e 22 de janeiro, 36 pacientes transferidos do município de Manaus para darem continuidade ao tratamento contra o novo Coronavírus (Covid-19). Isso ocorreu devido a grave crise sanitária na cidade, que registrou falta de oxigênio e leitos para os pacientes.

Os pacientes foram hospitalizados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, referência no tratamento da doença no Estado, onde recebem atendimento médico 24 horas por dia. Além disso, o Serviço de Assistência Social está em constante monitoramento de evolução do quadro clínico com apresentação de boletins médicos diários.

Boletim diário

Até esta quarta-feira (03), 31 pacientes transferidos do Estado do Amazonas para o Espírito Santo permanecem sob os cuidados dos profissionais da saúde, sendo oito em UTI e 23 em enfermaria.

Nas últimas semanas, três pacientes vieram a óbito por complicações da doença.

Veja também

exportacao-de-cafe

Com entraves, Brasil exporta menos café em maio

falta-de-energia-em-domingos-martins

Entre a luz e a escuridão

carro destruido em acidente

Carro de passeio é destruído em acidente na BR-262

Falta de Energia 11-06-2021

Veja o motivo da falta de energia em Campinho na sexta à noite (11/06/2021)

trauma-ocular-pode-levar-a-cegueira

Trauma ocular pode causar glaucoma e levar à cegueira

Texto: Julio Huber / Fotos: Julio Huber

Domingos Martins, Alfredo Chaves e outros seis municípios em Risco Alto para a Covid-19

So-sobrou-a-cabeca

Só sobrou a cabeça

Chuva-forte-da-tarde-e-noite-desta-quinta-feira-10-amplia-a-vazao-do-Braco-Sul-do-Rio-Jucu

Chuva forte da tarde e noite desta quinta-feira (10) amplia a vazão do Braço Sul do Rio Jucu