Brasil tem dia de altos e baixos no Mundial de tênis para cadeirantes

Publicado em 28/09/2021 às 20:20

Compartilhe

© Matsui Mikihito/CPB/Direitos Reservados


O segundo dia do Campeonato Mundial por equipes de tênis em cadeira de rodas foi de altos e baixos para o Brasil. Nesta terça-feira (28), a seleção de juniores estreou derrotando a Argentina no torneio da categoria por dois jogos a um (os confrontos são realizados em melhor de três). A equipe da classe quad (atletas com deficiências em três ou mais extremidades) perdeu dos Estados Unidos por três partidas a zero.

A competição é realizada em Alghero, província da Sardenha (Itália). Os duelos podem ser acompanhados ao vivo no canal do YouTube da Federação Internacional de Tênis (ITF, sigla em inglês).

No torneio de juniores (onde as seleções são mistas), o Brasil saiu na frente dos argentinos com a vitória de João Lucas Takaki, número seis do ranking masculino da faixa etária, sobre Gonzalo Lazarte (30º) por duplo 6/3. No duelo seguinte, Benjamin Silvetti (16º) levou a melhor sobre Jade Lanai, segunda do mundo entre as meninas, também por 2 sets a 0 (6/1 e 6/3). Nas duplas, a parceria entre João Lucas e Jade bateu Lazarte e Silvetti por 2 a 0 (6/4 e 6/2).

Os brasileiros integram o Grupo 2 da competição de juniores e ainda terão pela frente Japão e Turquia. O próximo compromisso ainda será agendado pela organização.

No quad, após surpreender o campeão Japão, o Brasil não resistiu ao favoritismo dos EUA. No primeiro jogo, Leandro Pena (sem ranking) deu trabalho a Bryan Barten (nono do mundo), mas foi superado por 2 sets a 1 (2/6, 7/6 e 6/2). Na sequência, Ymanitu Silva (oitavo) e David Wagner (quarto) reeditaram o duelo que marcou a estreia de ambos na Paralimpíada de Tóquio (Japão). O norte-americano voltou a se dar melhor, ganhando por 2 a 0 (6/1 e 6/3). Por fim, Ymanitu e Leandro perderam de Wagner e Nicholas Taylor (14º) por duplo 6/1.

Nesta quarta-feira (29), a partir das 4h30 (horário de Brasília), o time brasileiro enfrenta o Canadá, pela última rodada do Grupo 2, tendo de vencer para assegurar um lugar na semifinal. Caso encerre a chave na terceira posição, a seleção verde e amarela da classe quad garante, ao menos, classificação antecipada ao Mundial do ano que vem.

No mesmo dia e horário, as equipes masculina e feminina da classe open (tenistas com deficiência nos membros inferiores) disputam a segunda rodada dos respectivos torneios no Mundial. A seleção dos homens, que figura no Grupo 4, encara a França, que venceu Sri Lanka na estreia (os brasileiros superaram a Bélgica). A das mulheres, que está no Grupo 2 e vêm de vitória sobre a África do Sul, mede forças com o favorito Japão.

Edição: Fábio Lisboa

Veja também

© Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados

Ministro diz que não foi informado de recurso contra nota da Conitec

Clube-do-Livro-retoma-suas-

Clube do Livro retoma suas atividades em Domingos Martins

Colunas-Montanhas capixabas-Vida_Saudavel2

Doze alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

114042

Tripadvisor revela os melhores destinos de 2022; Brasil está na lista

Quati-que-estava-em-estrada

Quati que estava em estrada movimentada é salvo por artesã em Marechal Floriano

Fim-de-semana-foi-animado-n

Fim de semana foi animado nos campos de areia em Marechal Floriano

© Reuters/Loren Elliott/Direitos reservados

Austrália: Medvedev perde a calma, mas vence e chega às quartas

© Marcio Rodrigues/MPIX/CPB/Direitos Reservados

Cristian Ribera é vice-campeão mundial paralímpico na Noruega