Policial mata rival amorosa e deixa ex-namorada gravemente ferida em Nova York

Publicado em 15/10/2021 às 13:50

Compartilhe

100596


source
Yvonne Wu (à esquerda) e a rival amorosa Jamie Liang
Reprodução

Yvonne Wu (à esquerda) e a rival amorosa Jamie Liang

Uma policial de 31 anos foi presa na tarde de quarta-feira (13), em Nova York (EUA), após abrir fogo contra a ex-namorada e a mulher com quem ela estava se relacionando. A rival amorosa acabou morta no local e a ex ficou gravemente ferida no ataque. A agressora estava de folga no momento do ataque.

Yvonne Wu, que está há cinco anos na força policial (NYPD), foi até a casa da ex, Jenny Li, de 23 anos, com quem havia terminado o namoro três semanas atrás, e atirou ao vê-la com Jamie Liang, de 24, de acordo com a investigação da polícia local.

O crime ocorreu no bairro do Brooklyn. A vítima foi morta na sala da residência, onde Yvonne chegou a morar com Jenny. De acordo com vizinhos, apesar do término no relacionamento, Yvonne continuava indo à casa onde se deu o crime. Ela e Jenny namoraram por dois anos. A policial teria vontade de reatar com a ex.

Yvonne estava “calma e controlada” quando admitiu o crime, de acordo com o sub-chefe da NYPD, Michael Kemper. Policiais se disseram chocados com o crime, pois classificavam Yvonne como uma pessoa “doce e quieta”.

Fonte: IG Mundo

Veja também

© Tomaz Silva/Agência Brasil

Covid-19: 90% dos adultos brasileiros já tomaram a 1ª dose da vacina

107624

Sindicato dos Hospitais de SP é contra aglomerações no réveillon

© Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido

© Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC

São Paulo mantém exigência do uso de máscaras em ambientes abertos

Periodo-aberto-para-a-Pre-Matricula-da-Rede-Estadual-1

Período aberto para a Pré-Matrícula da Rede Estadual

107614

Bolsonaro sanciona lei de programa de crédito para micro e pequenas empresas

107612

Castro recompõe em 10% salário de servidores e custo deve ser de R$ 2,9 bi

© 28/10/2021/Fernando Frazão/Agência Brasil

Brasil tem 11,4 mil novos casos de covid-19 e 283 mortes em 24 horas