Mais de 110 pessoas se reuniram para discutir sobre lotes irregulares e PDM em Santa Teresa

Publicado em 27/04/2017 às 11:40

Compartilhe

Mais de 110 pessoas entre empresários, comerciantes e vereadores compareceram à reunião na Câmara Municipal de Santa Teresa na noite de segunda-feira (24) para discutir os efeitos gerados na economia do município após a operação da Polícia Militar Ambiental, nos dias 05, 06 e 07 desse mês em conjunto com Idaf, Iema, Ibama e fiscais da secretaria de obras e meio ambiente da cidade.

A atuação dos órgãos ambientais causou descontentamento por parte dos comerciantes que reclamam da queda nas vendas por causa do sumiço dos clientes. O vereador Deloir Zanetti, do PSDB, disse que é preciso ter diálogo com a prefeitura para solucionar a questão de lotes irregulares na cidade e que é preciso rever o Plano Diretor Municipal (PDM).

“É um mal que veio para o bem (a operação). Temos vários lotes irregulares na cidade. Temos que chegar a um consenso sobre o que é melhor para Santa Teresa”, disse.

Nenhum representante do executivo local esteve na reunião, mas o vereador Deloir relatou a conversa que teve com o prefeito Gilson Amaro que disse que não depende só dele a regularização, mas que vai procurar resolver o problema.

Reuniao Lotes Irregulares e PDM 3 768x576“O prefeito disse que não depende só dele. É uma Lei Federal. Depende do Ministério Público, do Idaf, de todos os envolvidos. Mas ele disse que vai procurar solucionar o problema da melhor maneira possível”, enfatizou o vereador.

O empresário Elcio Tomazini que trabalha com venda de imóveis há mais de 20 anos disse que essa é uma situação que envolve toda a base econômica de Santa Teresa e que para o desenvolvimento do município é necessário alterações no PDM e apoio de toda cadeia produtiva teresense, inclusive o poder executivo.

“Estamos com um PDM totalmente defasado. Quando a gente fala do turismo, a gente não fala só daquela pessoa que está fazendo chácara. Estamos falando de um conjunto econômico que envolve lojistas, comerciantes, farmácia, supermercado, materiais de construção, uma situação que envolve todo mundo. Nós queremos unir forças com o gestor público, com os vereadores e com a sociedade teresense para encontrar uma solução para esse impasse”, explicou.

Elcio disse ainda que, após a operação ambiental, teve comerciante com queda de 70 a 80% nas vendas, devido à má exposição da cidade para o resto do estado. É o mesmo número que o empresário Junior Macci apresentou durante sua fala.

“Não podemos deixar nossos turistas saírem daqui e investirem em outro lugar. 70 a 80 % dos turistas compram em nosso comércio. Eles investem mesmo”, alertou.

O empresário Evanildo Sancio disse que quem compra lotes na cidade não vem para desmatar e sim para preservar e que o prefeito deveria sentar para dialogar e regularizar o que está irregular.

“Hoje todos nós sabemos que não pode desmatar, qualquer criança nasce sabendo que tem que preservar, mas temos que fazer isso, conjuntamente, coordenadamente e o caminho é a Câmara onde são consertadas as Leis. Não podemos ficar a mercê dessa situação, temos que resolver o que nos aflige”, disse.

O empresário rural Edimar Hermógenes diz que essa é a hora de se discutir o modelo de crescimento que a sociedade quer para a cidade. “Estamos no caminho da sustentabilidade e isso passa por uma reformulação de crenças e do modus operandi na política. O PDM está defasado e longe de nossa realidade e essa é a hora propícia para fazer isso”, explicou.

Na semana passada o prefeito Gilson Amaro disse que não vai recuar a respeito da ação conjunta entre as polícias Ambiental, IDAF, IEMA, IBAMA fiscais das secretarias de Obras e Infraestrutura e Meio Ambiente, coibindo loteamentos clandestinos e outros crimes contra o Patrimônio Natural. Disse ainda que lei federal é para ser cumprida, mas que vai tentar resolver a questão da regularização dos lotes com bastante diálogo.

Veja também

esporte-15-07-ft-div-gov-es-ginastas-capixabas

Dupla capixaba da ginástica rítmica garante pódio por equipe em última competição antes da Olimpíada

saude-15-07-ft-div-SESA-cirurgia

Espírito Santo soma mais de 70 mil cirurgias eletivas realizadas neste ano

geral-16-02-policlinica-pmmf

Vagas de emprego com salários de quase R$ 2 mil em Marechal Floriano

cultura-15-07-ft-divulgacao-candidatas-festa-morango

Seis jovens concorrem ao título de rainha da Festa do Morango

geral-15-07-ft-gov-es-confecao-roupas-unidade-prisional

Unidade prisional confecciona conjuntos em TNT para pacientes em situação de rua

brasil-15-07-ft-Reproducao-Redes-Sociais-PMERJ-eperacao-policial-Rio

Rio tem megaoperação policial em dez favelas na manhã desta segunda

mundo-15-07-ft-Rebecca-DROKE-ataque-Trump

Trump dá primeira entrevista após levar tiro: ‘Deveria estar morto’

geral-15-07-ft-Renan-Louzada-incendio-pedra-azul

Incêndio em Pedra Azul é combatido por equipes dos bombeiros