Estado do Rio de Janeiro mantém uso de máscara em locais fechados

Publicado em 17/11/2021 às 16:50

Compartilhe

© Direitos Reservados/Reuters


Após um decreto da prefeitura do Rio de Janeiro liberar a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra a covid-19 nas academias de ginástica, piscinas e centros de treinamento, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que não vai flexibilizar o uso do equipamento em locais fechados.

“A decisão foi tomada em acordo com o grupo técnico de especialistas que assessora a vigilância estadual. De acordo com decisão do Supremo Tribunal Federal, em casos de discordância entre as esferas municipal e estadual, a regra mais restritiva prevalece”, informou a SES por meio de nota.

A norma municipal exigia a apresentação do comprovante de vacinação para liberar do uso da máscara, mas a SES destaca que o risco de contaminação em ambientes fechados ainda é muito alto, já que o coronavírus é transmitido pelo ar.

“Apesar da queda sustentável nos indicadores epidemiológicos e assistenciais da covid-19, os técnicos da vigilância estadual e o grupo de especialistas entendem que a imunidade coletiva ainda não atingiu os patamares necessários para retirada de máscaras em locais fechados”, afirma a pasta.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Veja também

© Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido

© Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC

São Paulo mantém exigência do uso de máscaras em ambientes abertos

Periodo-aberto-para-a-Pre-Matricula-da-Rede-Estadual-1

Período aberto para a Pré-Matrícula da Rede Estadual

107614

Bolsonaro sanciona lei de programa de crédito para micro e pequenas empresas

107612

Castro recompõe em 10% salário de servidores e custo deve ser de R$ 2,9 bi

© 28/10/2021/Fernando Frazão/Agência Brasil

Brasil tem 11,4 mil novos casos de covid-19 e 283 mortes em 24 horas

Funcionamento_de_bares_esta_proibido_e_comercio_tera_restricoes_em_Domingos_Martins

Comércio de Domingos Martins terá sorteios de produtos e prêmios em dinheiro no “Natal Premiado 2021”

© REUTERS / Sergio Moraes/Direitos Reservados

Covid-19: Rio de Janeiro amplia exigência de certificado de vacinação