Auxílio Brasil de R$ 400 é pago nesta quinta-feira; veja quem recebe

Publicado em 16/12/2021 às 08:50

Compartilhe

109346


source
Auxílio Brasil é pago nesta quinta-feira
Divulgação/Ministério da Cidadania

Auxílio Brasil é pago nesta quinta-feira

O Auxílio Emergencial de ao menos R$ 400 é pago nesta quinta-feira (16) para beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 5.

O benefício é pago pela Caixa Econômica Federal e o calendário segue o modelo do antigo Bolsa Família. Por conta do Natal, os pagamentos de dezembro começaram antes e vão até o dia 23. Confira o calendário:

  • NIS final 1 – 10 de dezembro
  • NIS final 2 – 13 de dezembro
  • NIS final 3 – 14 de dezembro
  • NIS final 4 – 15 de dezembro
  • NIS final 5 – 16 de dezembro
  • NIS final 6 – 17 de dezembro
  • NIS final 7 – 20 de dezembro
  • NIS final 8 – 21 de dezembro
  • NIS final 9 – 22 de dezembro
  • NIS final 0 – 23 de dezembro

O beneficiário pode consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Leia Também

Podem receber o Auxílio Brasil as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

Veja também

Palio-atinge-caminhonete-em-trevo-da-BR-262-e-foge-do-local-do-acidente

Pálio atinge caminhonete em trevo da BR-262 e foge do local do acidente

112964

EUA recomendam que população use “máscara mais protetora possível”

112962

Pitbull faz “birra” toda vez que escuta uma bronca

© José Cruz/Agência Brasil

Covid-19: Rio de Janeiro começa vacinação de crianças nesta segunda

112957

Covid-19: Áustria terá vacinação obrigatória a partir de fevereiro

© Alex Sandro/TV Brasil

Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

112953

Lira diz que Senado deve ser cobrado por nova alta de combustíveis

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS