Empresários vão bancar novas tecnologias para a agricultura no Estado

Publicado em 22/01/2017 às 09:13

Compartilhe

Um grupo de empresários capixabas decidiu criar um veículo de investimento em startups para desenvolver projetos e impulsionar o setor de agronegócio no Estado. A iniciativa criada em 2016 e batizada de AGROFIP objetiva arrecadar R$ 25 milhões durante os próximos cinco anos, tendo os primeiros recursos voltados para dez projetos que ajudem o trabalho no campo.

novas tecnologias na agriculturaSegundo Marcilio Riegert, diretor da StartYouUp, uma das empresas parceiras, 10% do valor já será investido em 2017. O AGROFIP é um veículo de investimentos idealizado exclusivamente para a área de agronegócio, com soluções e novas tecnologias para toda a indústria deste mercado a nível nacional e internacional.

Riegert conta que o projeto é formado por um grupo de três empresas e mais 19 pessoas, todas do Estado. Os projetos são selecionados e avaliados por meio de um cadastro no site: www.agrofip.com.br.

O investimento varia de R$ 250 mil a R$ 2 milhões por empresa que tiver o projeto selecionado. A ideia é avaliar todos os projetos sem um prazo estabelecido para as inscrições dos startups. “Quem chegar primeiro, será logo avaliado”, diz Riegert.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Octaciano Neto, a inovação da produção agropecuária é um dos pilares estabelecidos no Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba (PEDEAG 3), lançado no início de dezembro com projeções para o setor até 2030.

“Os capixabas estão antenados na nova economia e buscaremos ser protagonistas em outras tecnologias, como drones e robótica, sensores e equipamentos inteligentes, mecanização, big data, certificação, softwares de gestão de fazendas, dentre outros”, ressaltou o secretário.

CRESCIMENTO – Segundo o 1º Censo AgTech Startups Brasil, promovido pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP) e o AgTech Garage, o país possui 75 startups que desenvolvem tecnologias voltadas para o campo. As empresas que aliam tecnologia aplicada à agricultura, conhecidas como AgTech, tiveram um grande salto em número nos últimos três anos. Para ter uma ideia da proporção, até 2011 existiam apenas nove startups no Brasil, segundo o censo, e todas as demais surgiram de 2013 em diante.

Na região sudeste, o estado de São Paulo possui 50% das empresas no sistema startups de AgTech, sendo que dessas a maioria está em Piracicaba. Em segundo lugar vem Minas Gerais, com 18%. Na sequência vêm os estados do Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), com 24% do total. Os demais estados brasileiros somam apenas 8%, demonstrando que o eixo de inovação em AgTech está no Sul e no Sudeste.

Veja também

policia-19-07-ft-gov-es-procon-es

Procon-ES apreende mais de 100 quilos de produtos vencidos em supermercados na região do Caparaó

saude-19-07-ft-gov-es

CRE Metropolitano atende mais de 3,9 mil usuários dentro do Programa de Órtese Oftalmológica em três meses

esportes-19-07-ft-divulgacao-paratleta-capixaba

Espírito Santo conquista 25 medalhas no Circuito Loterias Caixa de Natação Paralímpica

mat-paga-esporte-19-07-ft-freepik-torcida-argentina

Após título da Argentina, como está o ranking de conquistas da Copa América?

mundo-19-07-ft-BRETT-PHIBBS-aviao

Um ‘apagão cibernético’ afetou voos, bancos e instituições no mundo hoje

brasil-19-07-ft-reproducao-Ex-diretor-Petrobras-Renato-Duque

Ex-diretor da Petrobras Renato Duque é condenado a 98 anos de prisão

Lidiney e Junior

Lidiney Gobbi confirma Junior Lovatti como pré-candidato a vice-prefeito em Marechal Floriano

mundo-18-07-ft-Reproducao-Flickr-Lisa-Kristin-golfinho

Golfinhos-nariz-de-garrafa são os únicos mamíferos do mundo com ‘sexto sentido’