Cachorro acompanha velório e deita em túmulo de idoso em Rio Negrinho (SC)

Publicado em 10/11/2021 às 14:20

Compartilhe

104354


source
Animal era do idoso de 61 anos que foi sepultado no fim de semana
Reprodução

Animal era do idoso de 61 anos que foi sepultado no fim de semana


Um cachorro acompanhou o velório e o sepultamento de um idoso, que morreu em Rio Negrinho, no Planalto Norte de Santa Catarina. Após o enterro, que ocorreu no último sábado, o animal se deitou no túmulo onde o homem, identificado como Lauro, de 61 anos, foi sepultado junto com coroas de flores deixadas pelos familiares.


De acordo com relatos, havia muitos cachorros na rua, mas o animal surpreendeu quem passava pelo local por seguir no cortejo fúnebre em direção ao cemitério Jardim Parque da Colina, que fica a cerca de 50 metros da capela, em Rio Negrinho.

O animal acompanhou todo o trabalho dos agentes da funerária e permaneceu o tempo todo ao lado do corpo. A causa da morte não foi divulgada. A foto do cachorro foi compartilhada nas redes sociais e comoveu muitos internautas: “Sem dúvida é nosso mais fiel amigo”; “Incrível. Isso parece o filme para sempre ao seu lado.” , escreveu um seguidor.”Esse é um dos amores mais verdadeiros que existem”, declarou outro.

Inicialmente, acreditava-se que o animal pertencia ao homem que morreu, mas a funerária São Gabriel esclareceu que o cão aparece sempre nas proximidades do cemitério.

Fonte: IG PET

Veja também

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes

107939

Subida dos juros deve provocar desaceleração na economia, diz Guedes

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil

107935

Em relatório preliminar, deputado destina R$ 16,2 bilhões para orçamento secreto

107933

Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT

107931

Pais de autor de massacre em escola de Michigan são presos

107929

Biden e Putin farão reunião sobre tensões na Ucrânia

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Brasileiros devem redobrar cuidados no verão contra câncer de pele