Alegria e emoção marcam o X Encontro da Cultura Italiana, em Araguaya

Publicado em 09/08/2017 às 20:13

Compartilhe

Alegria, diversão e muita emoção marcaram os três dias do X Encontro da Cultura Italiana de Araguaya, em Marechal Floriano, no último fim de semana. Este ano, o evento foi em homenagem a “Seu Angelin Uliana”, idealizador da Casa do Nonno, que faleceu em novembro do ano passado.

A abertura da festa aconteceu na sexta-feira (04), com a presença do prefeito Cacau Lorenzoni e do vice-prefeito, Júnior Lovatti, além de todos os secretários municipais. O vereador Cezar Ronchi, que é de Araguaya, falou em nome dos vereadores e trouxe informações sobre a Família Lorenzoni, deixando o prefeito bastante emocionado.

“Agradeço ao vereador Cezinha Ronchi por trazer todas essas informações sobre a minha família e os meus antepassados. E quero dizer, também, que não medimos esforços para realizar essa festa. Agradeço a cada um que ajudou na organização desse evento tão bonito. Afirmo que, o que Araguaya precisar, estarei de braços abertos para atender. Vocês estão de parabéns”, destacou o prefeito.

O momento mais aguardado do primeiro dia da festa foi o lindo Desfile Bambini, com as crianças de Araguaya. Este ano, a apresentação da violinista Adriana Vinand deu um toque especial o desfile. Outra novidade que vale ser ressaltada é que cada criança que participou levou consigo um objeto de família. A história de cada pertence foi contada no momento em que os Bambini estavam na passarela.

Foram apresentados lenços, ferramentas, camafeu, canivetes, chapéus, suspensórios e até um relógio. É muito importante saber que esses objetos têm tanta história e ainda são guardados e preservados pelas famílias de Araguaya. Isadora Uliana, neta de “Seu Angelin”, leu um poema em homenagem ao avô, que emocionou a todos.

Também teve a apresentação de teatro, que animou o público que compareceu à primeira noite da festa, além de show italiano com a dupla Giocco di Mora.

No sábado (05), pela manhã, aconteceu a caminhada Picada do Nonno. Depois do almoço, teve torneio adulto de Bocha, Torneio de Cinquillho e Torneio de Tressete. Os vencedores levaram bonitos troféus para casa. Por volta das 16 horas, o vice-governador, César Colnago, visitou o pavilhão da festa. Muito sorridente, Colnago – que também é músico – garantiu que fará uma apresentação no Encontro do ano que vem.

A festa continuou com o agradável show de Mirano Schuler e apresentação do Grupo Folclórico Picolli Granelli. Também teve muita música italiana com as bandas Gioco di Mora e Brasitalia.

No domingo (06), mais emoção durante a Santa Missa em Italiano, na Igreja de São Miguel Arcanjo, celebrada pelo padre Josemar Stein. A missa teve a brilhante participação do Coral Più Bello, regido pelo competente Max Carvalho. Ao final, a apresentação das canções “Halleluyah” – em Italiano, com solo do secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Toninho Malini, e “O Sole Mio”, com solo da linda Sandra Aparecida Modolo – arrancaram aplausos das pessoas que acompanharam a missa.

“Que jamais deixemos essa cultura se perder. Essa festa é um resgate, e tudo é feito com muito carinho. Por isso, está melhorando a cada ano”, frisou o padre Josemar Stein.

Vale destacar as deliciosas comidas italianas servidas durante toda a festa: Polenta com carne moída, vários tipos de massas, porções, bolos, vinhos e chope gelado.

O domingo ainda teve apresentação do Grupo Folklorístico do Circolo Trentino di Santa Teresa, que veio acompanhado das rainhas, princesas e rei de eventos italianos daquele município. Outra atração que agradou muito ao público foi a Companhia de Balé Nice Rodrigues. Várias bailarinas vestidas de rosa encantaram a todos com coreografias graciosas. Logo após, Luciano Dicarlo subiu ao palco para um excelente show italiano.

As escolas do distrito também mostraram um pouco da história dos italianos. Mas o momento mais aguardado foi o Desfile das Famílias de Araguaya. Integrantes de oito famílias descendentes dos colonizadores italianos fizeram uma brilhante participação.

As famílias Borgo, Pivetta, Rochi, Prest, Dadalto, Milanez, Pagotto e Uliana marcaram presença e fizeram um emocionante desfile. Com objetos, comidas típicas, fotografias e documentos, as famílias retrataram as tradições dos seus antepassados.

O encerramento ficou por conta da Família Uliana, que fez uma linda homenagem a “Seu Angelin”. Com faixa, cartaz e camisetas, os descendentes do idealizador da Casa do Nonno agradeceram pelo legado e pelos ensinamentos deixados por ele.

Durante os três dias da festa, o Arquivo Público esteve presente e forneceu o Registro de Entrada de Imigrantes para descendentes de italianos.

Confira as fotos do evento:

[zt_gallery dir=”../images/materias/2017-08/cultura_italiana_mf/” width=”800″ height=”600″ thumbwidth=”160″ thumbheight=”120″][/zt_gallery]

Veja também

criptomoeda-legal-no-brasil

Uso de criptomoedas é legal no Brasil? Entenda

fungo-se-adapta-ao-calor-corporal

Fungos estão se adaptando ao calor corporal, diz estudo

dia-de-sol-22-11-freepik

Veja a previsão do tempo de hoje (22/07/2024)

onda-de-calor

Ondas de calor e veranicos: Diferenças, impactos e cuidados

cafeicultura-sustentaavel

Cafeicultura sustentável torna Seguro Rural mais barato

exportacao-de-abacate

Capixaba exporta abacate para a Argentina

Programa-Retomada-de-Obras-da-Saude

Ministério facilita a entrega de documentação para o Programa Retomada de Obras da Saúde

producao-de-mudas-in-vitro

Saiba como é a produção de mudas in vitro