Sedu e Instituto Unibanco recebem Prêmio Evidência

Publicado em 26/04/2022 às 14:21

Compartilhe

Sedu-e-Instituto-Unibanco-recebem-Premio-Evidencia

Fonte: Governo ES

A Secretaria da Educação (Sedu) recebeu, nessa segunda-feira (25), em Brasília, o Prêmio Evidência, em reconhecimento ao Programa Circuito de Gestão (CdG), uma parceria da Sedu com o Instituto Unibanco. A Secretaria também foi contemplada com o Troféu IMDS – Mobilidade Social. Participaram da cerimônia o secretário de Estado a Educação, Vitor de Angelo, e a gente de Ensino Médio da Sedu, Rosangela Vargas. 

A premiação foi promovida pelo Centro de Aprendizagem em Avaliação e Resultados para a África Lusófona/Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EESP Clear); pelo Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS); e pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). 

“O Circuito de Gestão tem foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes do Ensino Médio. No Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, de forma pioneira, o CdG também passou a abarcar o Ensino Fundamental. Durante a pandemia, o programa foi adaptado ao modo como as escolas e a gestão da Sedu estavam funcionando, o que representou uma grande inovação e desafio no período mais recente de sua implementação”, disse Vitor de Angelo. 

Para o superintendente-executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, a indicação do Jovem de Futuro para o Prêmio Evidência, em parceria com o Governo do Estado, mostra a importância do uso de evidências no desenho das políticas educacionais. “Com base em dados, conseguimos avançar, cada vez mais, em direção à garantia de uma educação de qualidade, com equidade para todos os estudantes”. 

Lançado pelo Instituto Unibanco em 2007, o Jovem de Futuro tem foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes do Ensino Médio, na sua permanência na escola e na redução das desigualdades educacionais, por meio da gestão da educação. Implementado em parceria com a Sedu, desde 2015, o programa já beneficiou mais de 96 mil estudantes em 274 escolas do Espírito Santo.   

O programa contribuiu também para o crescimento consistente na pontuação dos estudantes de Ensino Médio do Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) ao longo dos últimos anos, passando de 3,6 (2015) para 4,6 (2019), segundo maior índice do país. Para alcançar esses resultados, o programa é fortemente calcado no uso de evidências científicas, incentivando gestores a tomarem decisões com base em dados científicos, como avaliações externas, avaliações diagnósticas e avaliações de impacto.  

Avaliação de impacto

O Jovem de Futuro tem uma das avaliações de impacto com maior abrangência do Brasil, abarcando 1.161 escolas em 380 experimentos, em nove estados. Este universo, extremamente diverso e em larga escala, permite mostrar a efetividade do programa em ambientes muito heterogêneos. O modelo, importantíssimo para basear políticas públicas em evidências, é semelhante ao desenvolvido pelos economistas Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer, premiados pelo Nobel de Economia em 2019.  

Metodologia

O programa é fundamentado na premissa de que uma gestão de qualidade, eficiente, participativa e orientada para resultados pode proporcionar impacto significativo no aprendizado dos estudantes. Sua metodologia, o Circuito de Gestão, é inspirada no ciclo PDCA, acrônimo em inglês para planejar, fazer, checar e agir (Plan, Do, Check and Act). Criado, exclusivamente, para o sistema educacional brasileiro, o Jovem de Futuro incorporou métricas nacionais, o calendário letivo, a estrutura administrativa prevista na Lei de Diretrizes e Bases (LDB), a cultura e a forma de funcionamento das escolas e secretarias. Por meio de uma sequência de ciclos, o Circuito de Gestão propicia a análise, a revisão e o aprimoramento de cada ação, promovendo assim o avanço contínuo da gestão escolar em três instâncias: da Secretaria de Educação, das Regionais de ensino e das escolas.  

Sobre o Jovem de Futuro

Principal iniciativa do Instituto Unibanco, tem foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes do Ensino Médio, sua permanência na escola e na redução das desigualdades educacionais; por meio da gestão da educação. É implantado em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação, por meio de acordos de cooperação, sem transferência de recursos financeiros. Lançado em 2007, o Jovem de Futuro já impactou aproximadamente 4,1 milhões de estudantes e as atividades de mais de 4.700 escolas públicas de 11 redes estaduais de ensino. Atualmente, o programa tem parceria com seis estados (CE, ES, GO, MG, PI e RN).  

Veja também

Acidente em DM (1)

Motorista com sinais de embriaguez é detido após causar acidente em Domingos Martins

treinamento-de-lutas-para-campeonato-nacional

Treinamentos das lutas de taekwondo aumentam em Marechal Floriano com a aproximação da competição nacional

crimes-ambientais-em-afonso-claudio

Polícia Ambiental identifica crimes ambientais em Afonso Cláudio após denúncias

clima-no-ES

Espírito Santo deverá ter frio intenso na próxima semana devido à massa de ar de origem polar

loteamento-inapropriado

Operação interdita loteamentos irregulares e identifica desmatamento em Domingos Martins

projeto-solidario-para-fazer-as-pessoas-felizes

Escola de São Miguel faz muitas pessoas felizes com projeto solidário

vacinacao-de-gripe-e-saranpo

Sesa alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra Gripe e Sarampo

grupo-de-danca-e-musico-animam-feira-do-empreendedor-1

Grupo de danças e músico e animam a Feira do Empreendedor em Marechal Floriano