Polícia Militar prende último suspeito de matar garçonete em Vila Velha

Publicado em 27/03/2017 às 11:36

Compartilhe

No último sábado (25), a Polícia Militar (PM) prendeu Fabrício Meneguelli Barros, 49 anos, o último envolvido no assassinato da garçonete Tatiane Gonçalves, 31, ocorrido em novembro de 2016. O crime ocorreu dentro do estabelecimento onde ela trabalhava. A PM já havia prendido André Philipe Santos, na quinta-feira (23), e Deivid Brás Lima foi detido pela PM de Afonso Cláudio na sexta-feira (24), após se envolver em um acidente na localidade de Alto Graminha, zona rural.

preso suspeito de assassinato 2

Ao contrário do que foi noticiado por outro órgão de imprensa no sábado (25), todos acusados de envolvimento na morte da garçonete estão atrás das grades. O último envolvido preso foi Fabrício Meneguelli (foto à esquerda), localizado no mesmo dia em que o veículo utilizado pelos suspeitos no dia do crime também foi encontrado. O carro estava em um lava à jato.

preso suspeito de assassinato 3A PM relata que Deivid Braz Lima (foto à direita) iniciou uma confusão dentro do estabelecimento em Itaparica, Vila Velha. Logo depois apareceu André Philipe Santos, que disparou contra as pessoas do estabelecimento, atingindo a garçonete Tatiane Gonçalves, que não resistiu e morreu minutos depois. A partir de então, a PM não descansou e alguns órgãos de imprensa divulgaram as fotos dos envolvidos.

O Montanhas Capixabas acompanhou a prisão de Deivid Brás Lima, ocorrido em Afonso Cláudio no dia (24), quando ele e mais um amigo tombaram em uma ponte e caíram de uma altura de 20 metros. Deivid Brás Lima e Paulo Henrique Brás sofreram escoriações, mas negaram socorro do SAMU e tentaram fugir da PM por entre uma vasta vegetação. Deivid foi preso e encaminhado para Complexo Penitenciário de Viana. Já Paulo Brás, foi liberado.

Entenda o caso

preso suspeito de assassinato 1

Deivid Brás Lima, 26 anos, estava dentro da Boate Reserva da Praia, em Itaparica, Vila Velha, onde Tatiane Gonçalves trabalhava como garçonete. Uma confusão foi iniciada pelo acusado, que estava acompanhado de Fabrício Meneguelli.

Deivid saiu do local e retornou minutos depois em companhia de Philipe Santos. De fora do estabelecimento, Philipe começou a disparar na direção dos frequentadores. A garçonete foi atingida e morreu momentos depois. O crime ocorreu no dia 06 de novembro de 2016.

Veja também

geral-16-02-policlinica-pmmf

Vagas de emprego com salários de quase R$ 2 mil em Marechal Floriano

cultura-15-07-ft-divulgacao-candidatas-festa-morango

Seis jovens concorrem ao título de rainha da Festa do Morango

geral-15-07-ft-gov-es-confecao-roupas-unidade-prisional

Unidade prisional confecciona conjuntos em TNT para pacientes em situação de rua

brasil-15-07-ft-Reproducao-Redes-Sociais-PMERJ-eperacao-policial-Rio

Rio tem megaoperação policial em dez favelas na manhã desta segunda

mundo-15-07-ft-Rebecca-DROKE-ataque-Trump

Trump dá primeira entrevista após levar tiro: ‘Deveria estar morto’

geral-15-07-ft-Renan-Louzada-incendio-pedra-azul

Incêndio em Pedra Azul é combatido por equipes dos bombeiros

centro-cirurgico

Centro Cirúrgico 2.0: projeto para otimizar processos e garantir agilidade a quem precisa de cirurgia pelo SUS capixaba

ministerio-da-saude

Ministério da Saúde já realizou mais de 2.600 atendimentos à estados e municípios