Polícia faz testes com aparelhagem de som apreendida após a Sommerfest

Publicado em 06/04/2017 às 19:25

Compartilhe

Na manhã desta quinta-feira (06) a equipe da Polícia Civil de Domingos Martins realizou testes de medição de ruído com a aparelhagem de som que foi apreendida no dia 15 de fevereiro, após ser utilizada no dia 05 de fevereiro, durante a 28ª edição da Sommerfest.

A operação, que interrompeu o trânsito em trecho da Avenida Presidente Vargas, chamou a atenção de muitos populares que acompanharam os trabalhos. Foram medidos os decibéis do som nas distâncias de 50, 100 e 150 metros de onde estava localizado o equipamento musical.

aparelhagem de som apreendida passa por pericia em domingos martins 2

A ação, que foi solicitada pelo Ministério Público Estadual e acatada pela Justiça Estadual, contou com a participação do dono da aparelhagem, Maycon Prata, que contou como tudo aconteceu.

“Eu trabalho alugando som e naquele dia eu vim curtir a Sommerfest, como já fiz em outras edições. E como desta vez eu estava com o som, eu aproveitei e parei o carro nessa esquina e fui curtir a festa. Aí depois várias pessoas ficaram falando e os próprios amigos começaram a dizer ‘vamos ligar, vamos ligar’ e acabei caindo nessa bobeira. Isso acabou dando esse problema para mim”, contou o jovem.

aparelhagem de som apreendida passa por pericia em domingos martins 1Maycon, que é natural do município de Viana, disse estar sofrendo represálias nas redes sociais por conta do ocorrido e pede desculpas pelo transtorno. “Eu não tinha ideia, porque é um crime e por isso eu estou disposto a pagar toda a minha pena. Peço desculpas às pessoas por tudo fiz, aos organizadores da festa, porque, de certa forma, acabei com a festa e gerei transtorno para mim e para outras pessoas. Estou aqui para pedir desculpas e corrigir meu erro. Eu queria também que as pessoas entendessem o meu lado, porque se você vê o vídeo, tinha mil pessoas curtindo e até hoje as pessoas só viram um lado, e o meu lado ninguém viu. Cabe à Justiça me penalizar como estou sendo penalizado e estou sendo xingado nas redes sociais”, relatou Maycon.

Também estiveram presentes na reconstituição, o delegado, Marco Antônio Lourenço, que está há um mês a frente da Polícia Civil de Domingos Martins, e o promotor de Justiça do município, Evaldo Teixeira, que falou sobre toda a ação.

“Hoje está sendo feita uma reconstituição visando a realização de uma perícia de medição da intensidade do som, que foi produzido naquele dia, que houve aquele episódio infeliz na nossa festa alemã de Domingos Martins”, disse Evaldo.

Em relação a ofensas que Maycon disse que está sofrendo nas redes sociais, Evaldo também se posicionou. “Olha, esses desdobramentos perante a sociedade cabem a ele avaliar o que aconteceu e se ele está sendo hostilizado, eu não tenho conhecimento, mas se ele entende que está sendo indevidamente prejudicado com alguma coisa, ele pode avaliar e verificar, porque ele tem representantes que estão acompanhando o caso”, finalizou o promotor.

Opiniões divididas

A reportagem do Montanhas Capixabas esteve no apartamento de Tiago Barreto, localizado em prédio que fica em frente ao espaço onde estava a aparelhagem no dia da festa. Tiago contou que teve que ir para casa de amigos com a família por conta do som, que segundo ele, estremeceu a estrutura do local. Confira o relato:

Já para o visitante André Luiz Lemos, a capacidade de som que foi utilizada durante a perícia não representa o volume utilizado no dia na festa que, segundo ele, estava mais baixo, e que foi uma atração turística durante o evento. Veja o que disse André:

O morador Julio Barros, que acompanhou os trabalhos, reclamou dos tipos de músicas que estavam sendo utilizadas durante os testes. Segundo ele, eram letras com palavras de baixo calão e não apropriadas para o horário. “Isso é agressivo e ofensivo, temos um parquinho aqui do lado, com no mínimo 20 crianças. Eu entendo que a polícia tem que fazer o trabalho dela, mas não é necessariamente a policia que deveria se utilizar esse tipo de som”, conta o morador.

Resultados

O Ministério Público informou que durante os testes, na manhã de hoje, foi verificado um total de mais de 100 decibéis dentro de uma residência próxima ao local onde estava a aparelhagem, sendo que acima de 65 decibéis pode causar problemas à audição humana.

O órgão ainda informou que todos os resultados estão sendo reunidos como provas e toda a aparelhagem continuará apreendida pela Polícia Civil de Domingos Martins.

Veja também

Sefaz-bloqueia-469-empresas-por-falta-de-contabilista-responsavel

Sefaz bloqueia 469 empresas por falta de contabilista responsável

cultura-19-07-ft-div-familia-lima

Família Lima se apresenta hoje (19) no Festival de Inverno de Domingos Martins

turismo-19-07-ft-gov-es-grupo-teatro-Gota-Po-e-Poeira

Grupo teatral Gota, Pó e Poeira participa de festival nacional em Minas Gerais

GATRONOMIA

Receita de Nhoque de inhame

agro-19-07-ft-div-sinfagres-1

Inscrições abertas para o Seminário de Defesa Agropecuária do Espírito Santo

policia-19-07-ft-gov-es-procon-es

Procon-ES apreende mais de 100 quilos de produtos vencidos em supermercados na região do Caparaó

saude-19-07-ft-gov-es

CRE Metropolitano atende mais de 3,9 mil usuários dentro do Programa de Órtese Oftalmológica em três meses

esportes-19-07-ft-divulgacao-paratleta-capixaba

Espírito Santo conquista 25 medalhas no Circuito Loterias Caixa de Natação Paralímpica