Patrulha Rural das montanhas é destaque em evento nacional de segurança pública

Publicado em 28/11/2021 às 11:09

Compartilhe

Patrulha-Rural-das-montanhas-e-destaque-em-evento-nacional-de-seguranca-publica-2

Texto: Julio Huber / Foto: Divulgação

A experiência da Patrulha Rural realizada pela 6ª Cia da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), em Domingos Martins e Marechal Floriano, foi destaque durante a Jornada Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, que é uma iniciativa inédita do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). O evento ocorreu na cidade de Sinop, em Mato Grosso, entre os últimos dias 23 e 25. Com foco em segurança no campo, o tema foi: “I Jornada Nacional de Policiamento Rural: Práticas e Tendências”.

O major Edinei Balbino de Souza, comandante da 6ª Cia Independente da PM, representou o Espírito Santo, levando ao evento a experiência de Patrulha Rural em Domingos Martins e Marechal Floriano. “Nosso modelo tem sido bastante elogiado pela proximidade com os produtores e moradores do meio rural. Destaque para as visitas tranquilizadoras realizadas por nossas viaturas”, enfatizou o major.

O encontro reuniu especialistas das policias civis e militares de todas as unidades federativas do país, além de policiais federais, rodoviários federais, policiais penais e outros órgãos de segurança. O intuito foi produzir, a partir das discussões e trocas de experiências, diagnósticos e informações para a construção de uma ação de política pública nacional voltada para a segurança rural.

O secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Machado Paim, destacou que é preciso uma política nacional com mais “atenção aos crimes praticados na área rural, contra a propriedade rural, contra as pessoas que moram nesse local e os trabalhadores que lá também residem. Aqui estamos coletando esses dados, trouxemos profissionais para eles apresentarem as boas práticas e esse intercâmbio de informações ao olho da Secretaria Nacional nos dá condições de buscar subsídios para pensar em uma política nacional”.

Já o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso, Antônio Galvan, destacou que o debate é importância para o agronegócio e a economia nacional. “Sempre cobramos que tivessem alguma forma de dar uma segurança maior ao campo. Precisamos dessa segurança e somos merecedores, principalmente porque hoje e há muitos anos a economia principal do país é a produção agropecuária, que representa 48% das exportações e 30% PIB do país”.

A Jornada Nacional de Segurança Pública e Defesa, promovida pelo MJSP, começou em setembro e será realizada em sete etapas, até março de 2022, com a discussão de temas como Encontro Nacional de Gestores de Estatísticas de Segurança Pública; Município, Segurança Pública e Criminalidade; Segurança nas Fronteiras – Integração e Apoio Mútuo; e Violência Doméstica e Contra a Mulher. A ação tem papel fundamental na discussão de novos caminhos e perspectivas para a segurança pública do país.

Veja também

© 01/09/2021/Rovena Rosa/Agência  Brasil

Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos

© Érico Filipe/EBC

Queiroga diz que prioridade é ampliar vacinação contra covid-19

© Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

Eliminatórias: Brasil inicia preparação para jogo contra Equador

© Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil

STF determina prisão domiciliar para Roberto Jefferson

114082

Bolsonaro troca social por eleitoral no Orçamento, dizem especialistas

© Tony Heff

Surfe: Medina anuncia que não disputará 1ª etapa do Circuito Mundial

© REUTERS/Alberto Lingria/direitos reservados

Técnico Roberto Mancini convoca brasileiros para a seleção Italiana

© Matsui Mikihito/CPB/Direitos Reservados

Coluna – Pandemia ainda desafia planejamento do ciclo paralímpico