Orquídeas reintroduzidas à natureza reproduzem e preservam espécies 

Publicado em 07/12/2021 às 08:27

Compartilhe

rquideas-reintroduzidas-a-natureza-reproduzem-e-preservam-especies-

Texto: Julio Huber / Foto: Leodério Velten

Com mais de 20 anos de existência, o Núcleo Orquidófilo de Domingos Martins e Marechal Floriano (NODMMF), que atualmente possui cerca de 120 membros dos dois municípios, têm um papel de destaque na região quanto à preservação de espécies de orquídeas. 

Um desses trabalhos, como conta o presidente do NODMMF, Leodério Velten, é o plantio de orquídeas em sítios, condomínios e locais públicos da região. “Já plantamos milhares de mudas, que atualmente embelezam árvores com suas flores, e estão se reproduzindo naturalmente nas florestas”, enfatizou Velten.

Ele disse que ficou feliz, recentemente, em ver cápsulas com sementes em orquídeas plantadas por eles nesses vários anos de trabalho. “É interessante ouvir os relatos de pessoas que acompanham o desenvolvimento das plantas, contarem que orquídeas que hoje estão florindo, nasceram de sementes das mudas com as quais fizemos as reintroduções”, disse, 

Leodério informou que a finalidade do trabalho de reintrodução de espécies na região está sendo efetivamente cumprida. “As plantas levam até sete anos para florir, mas depois de serem polinizadas, propagam as orquídeas. Junto com nosso mestre Roberto Kautsky começamos esse trabalho, que era exatamente o de levar de volta à natureza o que foi retirado há muitos anos atrás, quando as florestas eram derrubadas para darem lugar a plantios”, lembrou.

E daquela época, Velten relatou que eram recolhidas milhares de mudas de orquídeas, algumas inéditas, em florestas derrubadas, que seriam consumidas pelo fogo para iniciar plantios. “Hoje em dia não existe mais isso, muito pelo contrário, estamos retornando para a natureza essas plantas tão lindas”, disse.

E cada cápsula de uma flor pode conter milhões de sementes. Paralisado por conta da pandemia da Covid-19, Velten prevê retornar com o trabalho de reintrodução a partir do próximo ano. Um dos locais que receberam o plantio de orquídeas foi o Condomínio Espelho d’Água, que fica em Soído de Cima, em Domingos Martins. 

O sócio-administrador da LC Empreendimentos, que é incorporadora do Condomínio Espelho d’Água, Cláudio Chieppe Kroeff, contou que as flores plantadas pelos orquidófilos embelezam ainda mais o condomínio. “Além da beleza natural da nossa região, que possui uma das maiores coberturas florestais do Estado, as orquídeas tornam o condomínio florido e servem para preservar essas espécies, que são naturais da região”, destaca. 

BLUMENFEST – Pelo segundo ano consecutivo, por conta da pandemia da Covid-19, a Blumenfest – Festa das Flores — e a Exposição de Orquídeas, não foram realizadas. Estes eventos que acontecem anualmente, em Domingos Martins através do NODMMF, deverão voltar a serem feitos em 2022, conforme revelou Leodério Velten.

“Esse ano fui cobrado sobre a realização do evento, mas ainda não podemos arriscar, pois a doença ainda está aí e perdemos muitos amigos por conta do coronavírus. Mas, com certeza, iremos voltar no mês de outubro do ano que vem, quando as plantas nativas estarão floridas”, garantiu. 

Veja também

© 01/09/2021/Rovena Rosa/Agência  Brasil

Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos

© Érico Filipe/EBC

Queiroga diz que prioridade é ampliar vacinação contra covid-19

© Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

Eliminatórias: Brasil inicia preparação para jogo contra Equador

© Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil

STF determina prisão domiciliar para Roberto Jefferson

114082

Bolsonaro troca social por eleitoral no Orçamento, dizem especialistas

© Tony Heff

Surfe: Medina anuncia que não disputará 1ª etapa do Circuito Mundial

© REUTERS/Alberto Lingria/direitos reservados

Técnico Roberto Mancini convoca brasileiros para a seleção Italiana

© Matsui Mikihito/CPB/Direitos Reservados

Coluna – Pandemia ainda desafia planejamento do ciclo paralímpico