Operação policial prende suspeitos de arrombamentos e furtos em Marechal Floriano e Domingos Martins

Publicado em 01/09/2020 às 17:50

Compartilhe

Nessa segunda-feira (31), uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar, com a participação de Polícia Rodoviária Federal (PRF), prendeu três integrantes de uma associação criminosa que agia na Região Serrana do Estado. A quadrilha é responsável por cerca de 90% dos arrombamentos ocorridos de janeiro até o último sábado (29) em Domingos Martins e Marechal Floriano.

Operação Domingos Martins3Os detidos planejavam e estavam executando mais um crime na madrugada de segunda-feira (31), quando dois deles foram presos na BR 262. O terceiro envolvido foi detido em Cariacica, onde atuava como receptador de materiais furados. Para transportar os produtos recuperados, a equipe precisou contar com a ajuda de um caminhão da Polícia Civil.

De acordo com informações da Polícia Civil, os três homens estão envolvidos em uma série de arrombamentos a estabelecimentos comerciais, industriais, escola e a canteiros de obras as margens da BR 262. Em uma dessas ações, os acusados subtraíram cerca de 500 litros de mel de uma associação em Marechal Floriano. Do total, cerca de 300 litros foram recuperados ontem; os materiais roubados foram avaliados em, aproximadamente, R$ 9 mil.

Operação policial prende suspeitos de arrombamentos e furtos em Marechal Floriano e Domingos Martins“As prisões foram de fundamental importância já que o prejuízo das vítimas era sempre muito elevado. Em uma única ação, os criminosos levaram tudo o que os proprietários levaram anos para adquirir. Em um dos casos, eles chegaram a subtrair equipamentos que custavam entre R$ 5 mil e R$ 10 mil”, explicou o delegado titular da DP de Domingos Martins, Geraldo Peçanha.

O trabalho de investigação que resultou na operação nessa segunda-feira vem ocorrendo há pelo menos dois meses. “As investigações do caso tiveram início há dois meses após os criminosos praticarem uma série de arrombamentos em Domingos Martins, dentre as quais uma escola municipal. No curso da investigação, um dos veículos utilizados foi identificado em uma abordagem da PRF. A partir de então, passamos monitorar o grupo cujo três integrantes foram presos ontem”, contou o delegado.

Ainda segundo a Polícia Civil, um dos presos, o chefe do grupo já foi condenado a mais de 30 anos pela prática de crime contra o patrimônio, e utilizava sete nomes falsos. Ele confessou, inclusive, ter falsificado a documentação para obter a Carteira de Identidade capixaba.

“Com essa operação, acredita-se que a Região Serrana venha a ter mais tranquilidade depois da prisão do grupo, que vinha atormentando os moradores com as suas ações criminosas. Resta ainda, numa segunda fase da operação, recuperar mais material subtraído e identificar e prender outros envolvidos”, acrescentou o delegado Peçanha.

Os três presos foram interrogados e encaminhados ao Centro de Triagem de Viana, onde permanecem à disposição da Justiça de Domingos Martins, responsável pela expedição dos mandados.

Veja também

© Samara Miranda/Remo/Direitos Reservados

Com gol contra, Remo vence Avaí em confronto de Leões pela Série B

© Reuters/Denis Balibouse/ Direitos Reservados

Brasil recebe mais dois lotes de vacinas da Pfizer

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

CCJ da Câmara aprova admissibilidade da PEC dos Precatórios

© Gaspar Nóbrega/COB/Direitos Reservados

Brasil vence Argentina no Sul-Americano de vôlei feminino

© Bruno Haddad/Cruzeiro/Direitos reservados

Série B: VAR anula gol nos acréscimos e Cruzeiro empata com Operário

© Rafael Ribeiro/Vasco/Direitos Reservados

CRB arranca empate com o Vasco na 24ª rodada da Série B

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

Decreto aumenta alíquotas do IOF para custear novo Bolsa Família

© Rovena Rosa/Agência Brasil

CoronaVac dá proteção acima de 90% a quem tem comorbidades, diz estudo