Mont_Capixabas-Coluna_Diversidade 2-02

Coluna Diversidade

O poder da comunicação ao promover a inclusão social

Publicado em 23/02/2024 às 15:26

Compartilhe

WhatsApp-Image-2024-01-24-at-13.56.47-2

Apenas através de campanhas educativas contínuas e maciças conseguimos mudar o comportamento e a cultura da sociedade. Assim aconteceu, por exemplo, na relação da sociedade com o tabaco.

A comunicação evoluiu e a sociedade deve aproveitar para evoluir junto. Foto: internet.

A comunicação desempenha um papel fundamental na transformação de comportamentos, na construção de culturas inclusivas e na promoção da convivência harmoniosa entre pessoas com e sem deficiência. Meios de comunicação como rádio, televisão, internet e jornais impressos têm o poder de influenciar a maneira como a sociedade enxerga, compreende e interage com as pessoas com deficiência, contribuindo para a quebra de estigmas e preconceitos e para a promoção da inclusão e da diversidade.

Através dos meios de comunicação, é possível disseminar informações, sensibilizar o público e promover a reflexão sobre as questões relacionadas à deficiência, destacando as potencialidades, os desafios e as necessidades das pessoas com deficiência. A representação positiva e inclusiva dessas pessoas nos meios de comunicação contribui para a construção de uma cultura mais empática, respeitosa e acolhedora, que reconhece a diversidade como um valor e não como uma limitação.

A televisão, por exemplo, tem um alcance massivo e pode ser uma poderosa ferramenta para sensibilizar a opinião pública e promover a visibilidade das pessoas com deficiência. A veiculação de programas, séries e campanhas que abordam temas relacionados à deficiência de forma sensível e inclusiva pode ajudar a quebrar estereótipos, desconstruir preconceitos e ampliar a compreensão sobre a diversidade humana.

Da mesma forma, o rádio, a internet e os jornais desempenham um papel importante na disseminação de informações e na promoção do diálogo sobre a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. A divulgação de notícias, reportagens, entrevistas e conteúdos que abordam as conquistas, os desafios e as demandas das pessoas com deficiência contribui para sensibilizar a opinião pública, estimular a empatia e fomentar ações concretas em prol da inclusão e da acessibilidade.

Além disso, a comunicação também pode influenciar diretamente o comportamento das pessoas em relação às pessoas com deficiência. Através de campanhas de conscientização, programas educativos e iniciativas de mobilização social, é possível promover a mudança de atitudes, estimular a empatia e incentivar a prática da inclusão em diversos contextos, como na educação, no trabalho, no lazer e na vida cotidiana.

O poder da comunicação é inquestionável. Um grande exemplo disso foi a significativa contribuição na mudança comportamental e cultural da sociedade na relação com o tabaco. Campanhas educativas e de conscientização sobre os riscos à saúde, financiadas por governos e organizações de saúde, passaram a ocupar o espaço antes dominado pela publicidade pró-tabaco. Essas iniciativas visavam informar o público sobre os perigos do tabagismo, desmitificar a imagem associada ao fumo e incentivar a mudança de comportamento em direção a um estilo de vida mais saudável e livre do tabaco. Com o tempo, a crescente conscientização sobre os malefícios do fumo contribuíram para uma mudança significativa na percepção e no comportamento da sociedade em relação ao tabaco. O tabagismo deixou de ser visto como um hábito glamouroso e passou a ser associado predominantemente a problemas de saúde e dependência química. A mudança na abordagem da publicidade de tabaco, de uma narrativa de glamour e atratividade para uma mensagem de alerta sobre os riscos à saúde, contribuiu para a construção de uma cultura mais consciente, saudável e responsável. Porque não utilizar os veículos de comunicação para transformar a maneira como a sociedade enxerga, lida e convive com as pessoas com deficiência, observando o mesmo foco e intensidade utilizados para vencer o tabagismo? Existem outras pautas que merecem o mesmo cuidado e atenção. Destaco aqui um tema também muito presente na minha vida, o enfrentamento à violência contra a mulher.

Vou me ater ao nosso propósito aqui…

É importante ressaltar que a comunicação deve ser sempre pautada pelo respeito, pela valorização da diversidade e pela promoção da autonomia e da dignidade das pessoas com deficiência. Evitar a exploração sensacionalista, o estereótipo e a vitimização é essencial para garantir uma representação fiel e positiva das experiências e das narrativas das pessoas com deficiência.

Em suma, os meios de comunicação têm o poder de alcançar as pessoas, influenciar atitudes, mudar comportamentos e promover a inclusão na sociedade. Ao dar visibilidade, voz e espaço para essas pessoas, os meios de comunicação contribuem para a construção de uma cultura mais inclusiva, solidária, humana, justa, igualitária e respeitosa, que reconhece a diversidade como um valor e promove a igualdade de oportunidades para todos. A comunicação é, portanto, uma poderosa aliada na luta pela inclusão e pela promoção dos direitos das pessoas com deficiência.

Marcel Andrade Carone – Jornalista, apresentador de TV, empresário, ativista social comprometido com a inclusão, embaixador da Vitória Down, idealizador da “Brigada 21” e do “Pelotão 21”. É diplomado pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) e comendador do 38° Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro.

Veja também

esportes-12-04-ft-div-gov-es

Remo Paralímpico do Vitória FC fatura ouro na 1ª regata de 2024

esportes-12-04-ft-divulg

Final do Capixabão 2024 será transmitida em varias emissoras neste sábado (13)

AGRO-12-04-FT-GOV-ES-DIVUL

Feira ES+Café promove imersão no universo da cafeicultura capixaba

geral-11-04-Reproducao-Banco-Central

Banco Central lança moeda de R$ 5 em comemoração ao bicentenário da constituição do pais

geral-11-04-freepik

Ifes lança editais com 1.045 vagas em cursos técnicos a distância e presencial

brasil-11-04-ft-Lenio-Cidreira-Liberdade-News

Acidente com ônibus de turismo na Bahia deixa 8 mortos e 24 feridos

mat-paga-11-04-brasil

Como Recuperar Conversas Apagadas do Instagram?

politica-11-04-ft-div

Governador visita Mimoso do Sul e anuncia novo repasse para hospital local

Últimos artigos de Coluna Diversidade