O artesanato que se multiplica através de seus mestres

Publicado em 20/11/2021 às 12:42

Compartilhe

Artesanto-02

Fotos: Divulgação

O Espírito Santo é um estado repleto de belezas naturais, cultura e tradição. De suas famosas panelas de barro aos bibelôs feitos de conchas do mar, a tradição artística capixaba tem sido preservada de geração em geração, servindo como fonte de inspiração e renda para diversos capixabas. 

Inspirada pelas conchas, um dos símbolos da identidade capixaba, a artesã e artista plástica Giovana Barbosa hoje exporta suas peças para os Estados Unidos.  Aliando a técnica regional com os conhecimentos adquiridos em sua formação em Belas Artes, a artesã começou a desenvolver sua identidade e criar obras que misturam a tradição das conchas com diversos materiais. E dessa mistura surgiram obras como suas famosas bailarinas, que já estão no mercado há 18 anos.

“Meu foco era fazer com que as produções com conchas deslanchassem, saíssem daquela mesmice e se tornassem objetos de decoração”, conta. A combinação de sucesso fez com que o trabalho da artesã alcançasse não só o Brasil, mas também outros países, para onde suas obras são exportadas, mantendo viva a tradição, que é passada a diante por ela em cursos que ministra por todo o país.

Recolher conchas em um passeio pela praia foi o ponto de partida para a artesã Cristina Lauteman, que viu na flor de conchas que se formou em suas mãos a inspiração para sua arte. Porém, a identidade da artista só se tornou completa anos depois, quando em uma feira na cidade de Guarapari, descobriu a técnica de artesanato com escamas de peixe, que era ensinada por freiras a crianças carentes da região.

O trabalho da artesã, que une conchas e escamas de peixe, ultrapassou as fronteiras do estado e até mesmo do país, e sua técnica segue sendo difundida pelos mais de 100 alunos que já passaram por seu ateliê e através dos cursos que ministra pelo país.

Para o artesão Juarez Domingos, a paixão pela tecelagem vem de berço. Nascido em Barroso- MG, região conhecida pela tecelagem, o artesão cresceu ouvindo as histórias de sua mãe, que nutriam nele a paixão pela arte.

Há 26 anos no Espirito Santo e há 30 como artesão, Juarez preserva a técnica tradicional de tecelagem com tear e passando a tradição adiante por meio de seus filhos, sobrinhos e netos.

Giovana, Cristina e Juarez são três mestres artesãos que estão na ArteSanto 2021, feira que reúne mais de 500 expositores e 5000 peças, até amanhã (21/11), na Praça do Papa, em Vitória, com entrada gratuita.

SERVIÇO:

ArteSanto 2021 – Feira Nacional do Artesanato do Espírito Santo

Entrada gratuita.

Quando: Até 21 de novembro

Horário de funcionamento:  Sábado e domingo: 10h às 22h

Local: Praça do Papa, Enseada do Suá – Vitória, ES.
Entrada Gratuita

Fonte: IÁ Comunicação

Veja também

107068

Baleia Rossi defende emendas de relator, mas admite necessidade de transparência

A-atividade-fisica-contribui-na-qualidade-de-vida-e-na-longevidade

A atividade física contribui na qualidade de vida e na longevidade

terremoto-no-peru-28112021085412103

Terremoto de magnitude 7,5 atinge o Peru e é sentido no Brasil

Escolas-das-montanhas-sao-premiadas-pelo-projeto-Escola-que-Colabora

Escolas das montanhas são premiadas pelo projeto Escola que Colabora

107050

Covid-19: o que se sabe até agora da variante Ômicron

Patrulha-Rural-das-montanhas-e-destaque-em-evento-nacional-de-seguranca-publica-2

Patrulha Rural das montanhas é destaque em evento nacional de segurança pública

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Anvisa atualiza lista de restrições de voo para países da África

© Rovena Rosa/Agência Brasi

Pesquisa busca voluntários para testar tratamento para câncer de pênis