Iema assina contrato para digitalização do licenciamento ambiental e outros serviços

Publicado em 19/11/2021 às 16:44

Compartilhe

Iema-assina-contrato-para-digitalizacao-do-licenciamento-ambiental-e-outros-servicos

Texto: Governo Es / Foto: Hélio Filho / Secom

O Governo do Estado, por meio do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), assinou, nessa quinta-feira (18), o contrato para digitalização dos processos de licenciamento ambiental, fiscalização, monitoramento, gestão de fauna e suas interrelações. A assinatura ocorreu em solenidade no Palácio Anchieta, em Vitória, com a presença do governador do Estado, Renato Casagrande. O extrato do contrato foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (19).

A Fundação de Desenvolvimento Científico e Cultural (Fundecc), da Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, foi contratada após vencer o processo licitatório. A contratada implantará e customizará o sistema on-line de licenciamento ambiental para uso no Espírito Santo. Atualmente, o processo de licenciamento é físico, feito de forma manual. A digitalização vai trazer mais celeridade, transparência e rastreabilidade em todo o processo. O investimento total é de R$ 2.828.980,70.

Para o diretor presidente do Iema, Alaimar Fiuza, a migração dos serviços prestados pelo órgão para um ambiente totalmente digital será uma revolução. “Esta revolução, que chamamos de Iema Digital, vai unir tecnologia, processos e inovação em uma só plataforma, além de facilitar o acesso aos serviços finalísticos com maior eficiência, transparência e previsibilidade, otimizando o atendimento às pessoas e aos empreendedores. Também vai melhorar o ambiente de trabalho dos servidores, otimizando e diminuindo o tempo das operações, criando assim um ambiente de gestão e de desenvolvimento ambiental com sustentabilidade, alinhado com o século XXI”, disse.

O governador Casagrande também destacou a importância de mais essa melhoria nos serviços prestados pelo Instituto. “Muito feliz em colocar o IEMA em uma posição que facilite a vida do cidadão. Para nós é um passo importante. Tem o cronograma da fundação e o nosso. Em 2022, podemos entregar um órgão com uma plataforma de serviços mais amigável para a população capixaba e com condições de transformar a vida do cidadão, tornando-a mais fácil. Vamos deixar um legado no Iema, tornando o órgão bem diferente do que encontramos em 2019”, pontuou.

Histórico

No ano passado, o Governo do Estado, por meio do Iema, assinou um Acordo de Cooperação Técnica com o Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amapá (Sema/AP), visando o compartilhamento de um sistema on-line de licenciamento e gerenciamento de fiscalização com o Espírito Santo. A assinatura foi um passo fundamental para a digitalização do processo de licenciamento ambiental no Estado.

Com o acordo, o Iema recebeu um sistema em uso, mas com o código aberto, permitindo a customização conforme as necessidades locais, o que representou economia aos cofres públicos, visto que não houve custo de aquisição. A partir de então, o Iema iniciou o processo de contratação de empresa para implantar e customizar o sistema.

Desde 2019, o Iema montou um grupo de trabalho técnico para avaliar os sistemas de licenciamento em órgãos estaduais ambientais por todo o Brasil. Após identificar as opções consideradas mais eficazes e aderentes às necessidades técnicas do Instituto, os estados foram visitados para conferência presencial da efetividade dos sistemas.

O sistema escolhido por esta avaliação técnica é utilizado atualmente pelos estados do Amapá, Amazonas, Pará e Mato Grosso do Sul.

Veja também

107684

Senado aprova MP que cria o Auxílio Brasil, financiado pela PEC dos Precatórios

107682

Banco Central lança desafio para melhorar o real digital

107680

Câmara aprova PL que garante alimentação a entregadores de iFood e Rappi

107678

Senado aprova em dois turnos PEC dos Precatórios

107676

Presidente participa de formatura de sargentos no Rio de Janeiro

107674

Posse de Mendonça no STF será no dia 16 de dezembro

© Prefeitura de Jundiaí

Prefeitura de SP pede autorização para diminuir intervalo entre doses

107670

PEC dos Precatórios é aprovada no Senado em segundo turno