Governo inaugura primeira Usina para Pesquisa de Energia Fotovoltaica do Estado

Publicado em 18/03/2021 às 11:32

Compartilhe

O Governo do Estado inaugurou, nesta quarta-feira (17), a primeira Usina para Pesquisa de Energia Fotovoltaica do Espírito Santo. A usina é coordenada pela Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides), por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). A solenidade virtual contou com a presença do governador do Estado, Renato Casagrande. Também foi assinado o Termo de Cooperação Técnico Financeiro para implantação do Instituto de Inteligência Computacional Aplicada, o I²CA.

A Usina, localizada no Centro de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento (Cpid), em Cariacica, será um grande laboratório de energia solar, pois a tecnologia instalada permite monitorar os módulos fotovoltaicos individualmente.

“Nosso objetivo é aproximar as novas tecnologias e a inovação dos serviços públicos. Sabemos da importância de investimento em inovação. E agora mais do que nunca vemos a importância da ciência. É fundamental que o Estado seja competitivo e inovador para que a gente tenha sustentabilidade. Fazer nossa mobilização, nosso MCI [Movimento Capixaba pela Inovação] funcionar, integrando a todos nós de forma objetiva. É importante que as empresas que têm atuação mundial possam alocar investimentos em inovação no Espírito Santo. O nosso Estado não pode ficar esperando que outros sejam protagonistas. Precisamos criar tecnologias e produzir tecnologias para todo o mundo. Não podemos ficar apenas consumindo”, disse o governador Casagrande.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico, Tyago Hoffmann, falou sobre a implantação da Usina: “Essa é a primeira usina do Estado que servirá como base de pesquisa sobre energia fotovoltaica. Um grande avanço e uma importante entrega do Governo para a área de Pesquisa e Desenvolvimento do Espírito Santo. A usina foi projetada e instalada para tornar o prédio do Cpid, que tem uma área construída de 3.664 metros quadrados, em um terreno de 16.442 metros quadrados, autossuficiente no consumo de energia elétrica”, pontuou.

O valor investido na Usina para Pesquisa de Energia Fotovoltaica foi de R$ 1.547.700,00 e o projeto consiste em dois conjuntos de módulos fotovoltaicos, sendo um instalado em toda a superfície da cobertura do Cpid e o outro no estacionamento do empreendimento, totalizando uma potência instalada de 279,18 kWp e gerando, em média, 35,5 MWh/mês. Para fins de comparação essa quantidade de energia elétrica é suficiente para abastecer cerca de 250 residências.

O Cpid é uma entrega do Governo do Estado para as comunidades científica e empresarial capixabas, e atua como um espaço de apoio à pesquisa e inovação, além de firmar parcerias estratégicas nestas áreas, com um investimento de mais de R$ 27 milhões. A estrutura do empreendimento conta com uma área administrativa e com uma área técnica, onde foram implantados sete laboratórios para a realização de pesquisas científicas e projetos de desenvolvimento tecnológico.

São eles: CIDIG, para a Implantação do Núcleo de Planejamento e Análise do Desempenho para Redes Multimídia: aplicação no contexto de Cidades Digitais; ELEM, para Desenvolvimento de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação na área de tecnologia de equipamentos; NDCONTROL, para Implantação de Pesquisa e Implementação de Técnicas Avançadas de Diagnóstico e Controle Aplicados a Processos Industriais do Espírito Santo; LABENDEN, Laboratório de Ensaios Não-Destrutivos; LACAR, Laboratório de Caracterização Física, Química e Microbiológica; NAA, Núcleo de Análise Ambiental; NIADES, Núcleo de Informações sobre Água e Desenvolvimento Regional.

Instituto de Inteligência Computacional Aplicada (I²CA)

Uma novidade para a área científica capixaba é a implantação do Instituto de Inteligência Computacional Aplicada, o I²CA. Uma parceria Fapes com a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). O I²CA tem o objetivo de desenvolver pesquisas para benefício da indústria nas áreas de:

Cognição Visual Artificial, em que são investigados mecanismos de hardware e software para a emulação de aspectos relevantes da cognição visual humana;

Mobilidade Autônoma, em que são investigados mecanismos de hardware e software para a emulação da autonomia de movimento humano;

Interação Autônoma Inteligente, em que são investigados mecanismos de hardware e software para a emulação de interações que humanos são capazes de realizar uns com os outros ou com objetos e máquinas do mundo físico ou virtual;

Outros segmentos que correspondem e pertencem à grande área de Inteligência Computacional.

O Termo de Cooperação Técnico Financeiro, assinado na tarde desta quarta-feira (17), tem um investimento de R$ 5 milhões. Uma parceria entre a Fapes e a empresa ArcelorMittal em que cada parte oferece R$ 2,5 milhões.

A diretora-presidente da Fundação, Cristina Engel, comentou sobre o primeiro passo para a implantação do Instituto: “A assinatura deste Termo de Cooperação é um passo importante para a realização do I²CA. A partir deste documento a Fapes e a Ufes poderão seguir rumo à implantação do Instituto, que é um projeto de longo prazo e que fará a diferença no desenvolvimento do Estado”.

“A inteligência artificial está entrando na vida pessoal e profissional de todos nós. Está na Indústria, no comércio, em todas as áreas. É fundamental que o Espírito Santo se posicione neste cenário. Tenho certeza que o I²CA será um grande orgulho para o nosso Estado, pois representa sua entrada neste cenário como protagonista, como produtor de tecnologia, de forma perene”, ressaltou o subsecretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Denio Rebello Arantes.

Participaram do evento o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto; o coordenador da Usina Fotovoltaica do Cpid, Marcelo Segatto; o professor da Ufes envolvido no I²CA, Alberto de Souza; o reitor da Ufes, Paulo Vargas; e o heitor do Ifes, Jardir Pella.

Veja também

Colunas-Montanhas2_Artes

QUERIDA INTERDISCIPLINARIDADE

vegetacao-santa-maria

Polícia Ambiental flagra desmatamento de vegetação nativa em Santa Maria de Jetibá

WhatsApp-Image-2021-09-27-at-11.15.28

Córrego que despeja água no Braço Sul do Rio Jucu será limpo

WhatsApp-Image-2021-09-27-at-08.40.26

Carro tomba e é destruído em estrada vicinal de Domingos Martins

uva

Produção de uvas ganha cada vez mais destaque em Alfredo Chaves

dose-de-reforco-para-a-saude

Ministério da Saúde aprova dose de reforço para profissionais

setembro-amarelo

Programas de Residências fortalecem ações para cuidados de saúde mental na pandemia

rampa-de-escape

Governador anuncia projeto para rampa de escape na ES-164