Estudantes de Marechal Floriano conquistam medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Agropecuária

Publicado em 13/03/2022 às 10:37

Compartilhe

Estudantes-de-Marechal-1

Texto: Juliano Rangel / Fotos: Obap

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Victório Bravim, da localidade de Araguaia, em Marechal Floriano, está em comemoração após três alunos da instituição conquistaram a medalha de prata na 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap), que foi realizada entre os dias 4 e 5 de março, na cidade de Alegre, na Região Sul do Estado.

Formando o Grupo Alpha, os estudantes Karla Pin, Gilvan Martins e Pedro de Souza, orientados pelo professor Laédio Busato, encerraram a competição, que contou com 36 equipes de 16 estados do Brasil, na 8ª colocação, o que rendeu ao quarteto a medalha de prata.

Contando com as etapas anteriores sendo realizadas em 2021 no modo virtual por causa da pandemia de Covid-19, a fase final da competição contou com provas práticas de Levantamento Planialtimétrico, Calda Bordalesa, Inseminação Artificial, Semeadora, e Adubos e Fertilizantes, além de uma prova teórica individual. 

Orientador do grupo, Laédio Busato conta como foi o caminho da equipe até a etapa final em Alegre. “Inicialmente, foi planejada apenas uma fase, em 2021, que premiou estudantes por regiões e a nível nacional. Nesta fase, tivemos o aluno Gilvan Martins sendo premiado com a medalha de bronze na região Sudeste. Além disso, também fui premiado com menção por inscrever um grande número de alunos”, relembra o professor. 

Segundo Laédio, com a organização da olimpíada optando por promover a etapa final de forma presencial em Alegre, a EEEFM Victorio Bravim foi convidada a participar e pôde selecionar os três alunos que têm se destacado no ensino médio integrado em técnico em agropecuária que é trabalhado na escola. 

“Dentro do ambiente escolar, incentivamos à participação dos alunos na olimpíada e quando temos equipes classificadas para a final, promovemos um momento para revisão das orientações para a etapa, bem como um trabalho visando a melhor interpretação pelos alunos da matéria proposta para estudo”, explicou o orientador do Grupo Alpha. 

INCENTIVOS – O resultado da conquista em Alegre não tem muito segredo, mas sim muito incentivo à pesquisa, como conta o professor Laédio. “Não temos segredo, mas sim uma dedicação por parte dos professores e demais profissionais envolvidos na formação destes jovens, buscando repassar a eles conteúdos conforme necessitam, com muito incentivo ao estudo e ao desenvolvimento de habilidades como proatividade, raciocínio lógico e capacidade de buscar as respostas que não foram ministradas em sala de aula”, enfatizou Laédio. 

O professor também contou um pouco sobre o estudo voltado para a agropecuária que é trabalhado na escola. “O incentivo à pesquisa no setor agropecuário é sempre abordado dentro das disciplinas e acaba naturalmente sendo feito visando melhor aproveitamento dos recursos, economia e sustentabilidade em cada conteúdo, principalmente quando se trata da inserção de novas tecnologias para melhorias das práticas já ocorrentes”, frisa o docente. 

Além do trabalho feito dentro da escola, o projeto agropecuário da Victório Bravim também conta com o apoio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), como destaca o extensionista e coordenador do CRDR Sudoeste Serrano do Incaper, Ubaldino Saraiva.   

“Nós sempre damos um suporte técnico para a Victório Bravim, inclusive com um curso técnico e auxiliando na busca por informações por meio de palestras e aulas práticas. Aqui no Incaper, nós promovemos o Dia de Campo, em propriedades que produzem café, banana, entre outros frutos, em que os estudantes também participam”, lembrou Ubaldino. 

Histórico de conquistas 

A medalha de prata conquista na 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Agropecuária se tornou a terceira premiação do EEEFM Victório Bravim na competição. Em 2017, na 7ª edição, a equipe Cachaçados recebeu a medalha de ouro. Já em 2019, na 9ª edição, foi a vez do grupo Tubérculos faturar a medalha de prata na Obap.   

“A escola ganha com essas conquistas no sentido do reconhecimento de que nosso trabalho está caminhando de acordo com as exigências de mercado, promove maior incentivo aos alunos, pois é mérito deles tais conquistas e, por último, nossa participação auxilia no ajuste dos conteúdos dentro do curso para atender o que o mercado requer. As provas da Obap, por exemplo, são elaboradas pensando em expor nossos alunos a situações rotineiras do trabalho profissional”, finalizou o professor Laédio. 

Além das conquistas na Obap, o EEEFM Victório Bravim coleciona inúmeras premiações em edições das olimpíadas brasileiras de geografia, física, história, astronomia, entre outras competições.  

Veja também

detran-es

Detran|ES adequa sistema de Habilitação para emissão do novo modelo de CNH

Crimes-ambientais-sao-flagrados-e-embargados-em-Marechal-Floriano

Crimes ambientais são flagrados e embargados em Marechal Floriano

tapetes-corpus-cristi

Festa de Corpus Christi terá confecção de tradicionais tapetes nas ruas de Marechal Floriano

Atletas-de-taekwondo-de-Marechal-Floriano-e-Domingos-Martins-treinam-juntos-para-competicoes-1

Atletas de taekwondo de Marechal Floriano e Domingos Martins treinam juntos para competições

Afonsoclaudense-levanta-voo-rumo-ao-The-Voice-Brasil-2022

Cantor de Afonso Cláudio levanta voo rumo ao The Voice Brasil 2022

Professor-Molion-alerta-para-risco-de-geada-forte-no-final-de-julho

Professor Molion alerta para risco de geada forte no final de julho

Boatos-sobre-o-fechamento-do-hospital-de-Domingos-Martins-se-espalham-apos-afastamento-de-interventor

Boatos sobre o fechamento do hospital de Domingos Martins se espalham após afastamento de interventor

Sistema-de-fornecimento-de-agua-tratada-com-defeito-sera-reparado-em-Marechal-Floriano-1

Sistema de fornecimento de água tratada com defeito será reparado em Marechal Floriano