Drogas, bebidas e sexo em público durante o final da Sommerfest sem policiamento

Publicado em 06/02/2017 às 12:08

Compartilhe

O que seria uma cerimônia de homenagem à cultura alemã, tornou-se um verdadeiro baile funk, com direito a uso de drogas, muito álcool, sexo em público e carros com som tão alto que chegou a superar o do palco principal. Esse é o resumo de como terminou a 28ª edição da Sommerfest, que é o Festival da Cultura Alemã de Domingos Martins.

A paralisação da Polícia Militar, que se iniciou ontem em vários municípios do Estado, organizada pelas esposas, mães, sogras e familiares dos militares, que impediram os policiais de exercerem adequadamente o policiamento, refletiu na falta de segurança pública durante a Sommerfest.

Os parentes de policiais reivindicam melhores condições de trabalho e aumento salarial para a classe, que está há sete anos sem reajuste. Sem policiais nas ruas, grupos de jovens fecharam ruas com carros de som em altos volumes, bebedeira e drogas em vias públicas em Campinho, sede de Domingos Martins, onde acontece a festa. Há relatos de que alguns participantes estariam armados.

Depredacao sommerfest 2Muitos participantes da festa também foram vistos urinando nas ruas, e também houve relatos de uso de drogas ilícitas, como cocaína e maconha, livremente pelas ruas. A bebedeira desenfreada e o som alto, que começaram ontem (04) à noite, estenderam-se até as 6h da manhã de hoje (05). Ontem de madrugada, a porta de vidro que dá acesso a apartamentos de um prédio na Avenida Presidente Vargas – a principal avenida de Campinho – foi quebrada pelos baderneiros.

Depredacao sommerfestNo fim do dia de hoje, as bandas contratadas pela organização da festa tiveram dificuldade de se apresentar no palco principal, devido à concorrência com o som do funk, proveniente de carros de som, todos com placas de fora do município. Os canteiros de flores da praça principal de Campinho também foram totalmente depredados e muita sujeira foi vista nas ruas.

Nas redes sociais, centenas de moradores estavam revoltados com a baderna generalizada que ocorreu na noite e madrugada deste sábado. “Realmente não precisamos desse turismo que acaba com a imagem da cidade e com nossa qualidade de vida. Nunca imaginei a ‘Sommer’ essa p… e falta de respeito. Um absurdo”, disse uma internauta.

Outra pessoa escreveu: “Infelizmente alguns perderam completamente o respeito ao próximo e não merecem ficar entre as pessoas de bem”. Alguns comentários citaram a importância do policiamento. “Pois bem, se tivesse policiais, essas coisas não aconteceriam, primeiro porque não permitiriam carros de som…”, comentou outra internauta.

 

Veja também

fungo-se-adapta-ao-calor-corporal

Fungos estão se adaptando ao calor corporal, diz estudo

dia-de-sol-22-11-freepik

Veja a previsão do tempo de hoje (22/07/2024)

onda-de-calor

Ondas de calor e veranicos: Diferenças, impactos e cuidados

cafeicultura-sustentaavel

Cafeicultura sustentável torna Seguro Rural mais barato

exportacao-de-abacate

Capixaba exporta abacate para a Argentina

Programa-Retomada-de-Obras-da-Saude

Ministério facilita a entrega de documentação para o Programa Retomada de Obras da Saúde

producao-de-mudas-in-vitro

Saiba como é a produção de mudas in vitro

62-dos-navios-para-exportacao-de-cafe-registram-atrasos-em-junho

62% dos navios para exportação de café registram atrasos em junho