Conheça os segmentos com alto potencial para investir em 2021

Publicado em 25/12/2020 às 14:02

Compartilhe

A chegada do final de 2020 traz um pouco de alívio para as pessoas, mas para quem possui uma carteira de investimentos, esse é o momento para pensar em 2021 e se preparar para os próximos desafios. E os investimentos alternativos, conhecido por ser um tipo de ativo financeiro que não se encaixa em nenhuma das categorias convencionais de investimento, são ótimas opções. Isso porque, sua modalidade é altamente lucrativa e são projetos que estão atrelados a economia real.

Para ajudar os investidores, Felipe Souto, CEO da Bloxs Investimentos, plataforma pioneira em investimentos alternativos no Brasil, que tem como objetivo aproximar os investidores individuais a projetos da economia real, selecionou quatro segmentos que possuem alto potencial para se investir no próximo ano:
• Imóveis: Esse setor, que passou por grandes transformações nas últimas décadas, tem muito a oferecer no mercado de investimentos alternativos, pois foi bastante impulsionado pelo programa de moradia do governo federal e pela expansão do crédito imobiliário. Segundo o Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o setor cresceu 2,7% em julho, atingindo o maior nível desde dezembro de 2017. Ou seja, mesmo sendo prejudicado pela pandemia do COVID-19, o setor de imóveis aos poucos está voltando ao patamar pré-pandemia.

• Energia Solar: O investimento em energia sempre fez parte do portfólio de diversos investidores, empresas e de famílias de maior renda. Muitos são proprietários de parques eólicos gigantescos, usinas termelétricas, parques solares e centrais hidroelétricas porque a rentabilidade do investimento nesse segmento pode ir mais além. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Abolar), a geração de energia solar nos últimos 12 meses triplicou aqui no Brasil e a tendência é que nos próximos 10 anos ocorra uma queda de 30% nos preços da energia solar produzida em usinas fotovoltaicas e até o ano de 2050, mais 30% de redução.
• Agronegócio: O agronegócio também é um dos setores que surfou na contramão da crise mundial. Seu PIB continua crescendo acima do esperado e o Brasil foi o único país do G20 a registrar um aumento no volume de exportação nos primeiros cinco meses. De acordo com o Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, de janeiro a setembro desse ano, as exportações do agro tiveram um crescimento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado e seu faturamento chegou a US$ 79 bilhões. Para o próximo ano, a tendência é que esse crescimento persista, com destaque a pecuária de corte e fazenda de multicultura.
• Motéis: De acordo com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o mercado de motéis é o segundo maior meio de hospedagem em todo o Brasil. Além disso, o segmento movimenta mais de R$ 4 bilhões por ano, gera mais de 250 mil empregos formais e ainda hospeda mais de 100 milhões de pessoas por ano. Mesmo com o baque inicial da pandemia, o setor é mais um que os investidores precisam ficar de olho, principalmente porque investir nesse segmento é uma das formas mais inteligentes e seguras de rentabilizar seu capital e obter renda recorrente. Apostar nesse nicho tem sido um bom negócio e continuará sendo nos próximos anos, pois um estabelecimento lucrativo e implantado de forma correta, pode render no mínimo 1% a.m. sobre o investimento efetuado.

Veja também

Colunas-Montanhas2_Artes

QUERIDA INTERDISCIPLINARIDADE

vegetacao-santa-maria

Polícia Ambiental flagra desmatamento de vegetação nativa em Santa Maria de Jetibá

WhatsApp-Image-2021-09-27-at-11.15.28

Córrego que despeja água no Braço Sul do Rio Jucu será limpo

WhatsApp-Image-2021-09-27-at-08.40.26

Carro tomba e é destruído em estrada vicinal de Domingos Martins

uva

Produção de uvas ganha cada vez mais destaque em Alfredo Chaves

dose-de-reforco-para-a-saude

Ministério da Saúde aprova dose de reforço para profissionais

setembro-amarelo

Programas de Residências fortalecem ações para cuidados de saúde mental na pandemia

rampa-de-escape

Governador anuncia projeto para rampa de escape na ES-164