Cemitério Municipal de Marechal Floriano será ampliado

Publicado em 16/12/2021 às 08:34

Compartilhe

terio-Municipal-de-Marechal-Floriano-sera-ampliado

Texto: Roberly Pereira / Fotos: Roberly Pereira

Ao longo dos últimos anos, o mais recente cemitério construído no Bairro Batatal, em Marechal Floriano, passou por uma ampliação importante. Na atualidade praticamente as vagas para sepultamento deixaram de existir, principalmente devido ao número elevado de mortos provocado pela Covid-19.

Um espaço que atenderá a 60 sepultamentos começou a ser construído nesta quinta-feira (16), junto ao atual cemitério, próximo ao Estádio Edmundo Kiefer, do time de futebol Apollo XIII, da sede de Marechal Floriano.

O secretário de Obras e Serviços Urbanos de Marechal Floriano, Antônio Malini, comenta que a ampliação do Cemitério Municipal é uma necessidade urgente, já que a pandemia se encarregou de aumentar o índice de sepultamentos nesta cidade.

“Temos que colocar equipamentos mecânicos para trabalhar e ampliar esse espaço destinado aos sepultamentos”, disse o prefeito Cacau Lorenzoni. Ele informa ainda que uma equipe assumirá o controle do serviço utilizando uma retroescavadeira e equipamentos para que seja rápida a conclusão. “Temos de tomar uma providência urgente com essa situação”, salientou.

Veja também

© 01/09/2021/Rovena Rosa/Agência  Brasil

Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos

© Érico Filipe/EBC

Queiroga diz que prioridade é ampliar vacinação contra covid-19

© Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados

Eliminatórias: Brasil inicia preparação para jogo contra Equador

© Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil

STF determina prisão domiciliar para Roberto Jefferson

114082

Bolsonaro troca social por eleitoral no Orçamento, dizem especialistas

© Tony Heff

Surfe: Medina anuncia que não disputará 1ª etapa do Circuito Mundial

© REUTERS/Alberto Lingria/direitos reservados

Técnico Roberto Mancini convoca brasileiros para a seleção Italiana

© Matsui Mikihito/CPB/Direitos Reservados

Coluna – Pandemia ainda desafia planejamento do ciclo paralímpico