Acusados de assalto à relojoaria de Afonso Cláudio são presos em Brejetuba

Publicado em 21/10/2016 às 11:44

Compartilhe

Na noite de 06 de outubro, assaltantes arrombaram uma relojoaria do Centro de Afonso Cláudio, quebraram vitrines e levaram relógios, anéis, cordões de prata e espingardas de pressão. Ontem (20), no início da tarde, as polícias Militar e Civil de Afonso Cláudio, recuperaram 80% do material furtado e colocaram dois dos acusados na cadeia. 

Durante o assalto naquela noite chuvosa, policiais foram contatados e chegaram a tempo de visualizar os bandidos pulando dentro do Rio Guandu. Eles fugiram por entre um matagal, às margens do rio, que fica próximo à relojoaria. Na ocasião, um dos jovens deixou cair sua arma, um revólver calibre 32, e três espingardas de pressão furtadas.

No início da tarde desta quinta-feira, policiais civis e militares se uniram na busca pelos acusados, baseados em investigações e informações anônimas, que davam conta de que ambos eram amigos e “trabalhavam” juntos no crime na região de Brejetuba, Mutum e Afonso Cláudio. Testemunhas relataram que os jovens podem estar ligados ao tráfico.
 

Capitaneado pelo delegado Cláudio Rodrigues, os policiais civis Wagner, Clemildo e Nilton apoiaram os policiais militares Mascarelo e Schenerock. As equipes seguiram para a localidade de Córrego Grande, no município de Brejetuba. Lá, localizaram A.C.S., 23 anos, deixando sua residência em um Fiat Strada de cor prata. Dentro de sua casa, os policiais localizaram 80% dos produtos furtados da relojoaria.

Dentro do veículo utilizado pelo acusado tinham quatro sacas de café, segundo a polícia, produto de roubo na localidade de Humaitá, Minas Gerais. De acordo com o delegado, essa declaração foi do próprio envolvido. Com o acusado, foi encontrado 21 buchas de maconha. Após ser abordado, ainda próximo de sua residência, policiais pediram que ele chamasse os outros amigos, que estavam trabalhando em uma lavoura. 
 

O menor atendeu ao chamado, desceu e foi preso. Já o terceiro envolvido D.A.S., 22, desconfiado, fugiu por entre matas e plantações de café e não foi localizado. Segundo informações da PM, o pai do jovem deve apresentá-lo hoje (21). Todo material recuperado já foi entregue ao comerciante, que agradeceu e elogiou o trabalho das polícias.
 
  
“A violência está cada vez mais perto de nós, homens de bem. Foi muito positivo o resultado das buscas policiais e espero que isso nunca aconteça novamente. Quero agradecer aos policiais que recuperaram quase todo material, que está avaliado em R$ 25.000,00. Espero que esses jovens reflitam e busquem outro caminho”, relatou o empresário.

Veja também

brasil-15-07-ft-Reproducao-Redes-Sociais-PMERJ-eperacao-policial-Rio

Rio tem megaoperação policial em dez favelas na manhã desta segunda

mundo-15-07-ft-Rebecca-DROKE-ataque-Trump

Trump dá primeira entrevista após levar tiro: ‘Deveria estar morto’

geral-15-07-ft-Renan-Louzada-incendio-pedra-azul

Incêndio em Pedra Azul é combatido por equipes dos bombeiros

centro-cirurgico

Centro Cirúrgico 2.0: projeto para otimizar processos e garantir agilidade a quem precisa de cirurgia pelo SUS capixaba

ministerio-da-saude

Ministério da Saúde já realizou mais de 2.600 atendimentos à estados e municípios

selo-artesanal

Curso sobre Selos de Identificação Artesanal será realizado em julho

Em-apenas-7-meses-Mapa-alcanca-recorde-anual-de-aberturas-de-mercado

Em apenas 7 meses, Mapa alcança recorde anual de aberturas de mercado

pao-e-produto-alcoolico

Marcas de pão de forma deveriam ter alerta de produto alcoólico