‘Xamã da QAnon’ que invadiu o Capitólio é condenado a 3 anos e 4 meses de prisão

Publicado em 17/11/2021 às 15:20

Compartilhe

105515


source
Jacob Chansley, membro do QAnon e participante da invasão do Capitólio
Reprodução Twitter

Jacob Chansley, membro do QAnon e participante da invasão do Capitólio

O americano Jacob Chansley, uma das pessoas que  invadiram o Capitólio em 6 de janeiro e que chamou atenção por aparecer sem camisa, com tatuagens e um traje com chifres de búfalo, foi sentenciado nesta quarta-feira a três anos e quatro meses de prisão por seu papel no ataque, que deixou cinco mortos.

Os promotores pediram ao juiz distrital Royce Lamberth que impusesse uma sentença de 51 meses a Chansley, que se declarou culpado em setembro pelos crimes de invasão ilegal e conduta violenta. Ele está detido desde janeiro.

“Os agora famosos atos criminosos do réu Chansley o tornaram a face pública da rebelião no Capitólio”, disseram os promotores.

Com um macacão verde-escuro, de barba e cabeça raspada, Chansley, de 34 anos, compareceu ao tribunal nesta quarta-feira. Em declarações desconexas, citou Jesus Cristo, Mahatma Gandhi, o juiz da Suprema Corte Clarence Thomas e até um filme de Stephen King.

Leia Também

“Eu estava errado por entrar no Capitólio. Não tenho desculpa. Estou verdadeiramente, verdadeiramente arrependido de minhas ações”, disse, lembrando que não é um homem violento, muito menos um “terrorista doméstico”.

“Eu infringi a lei. E se acredito na lei e na ordem, acredito na responsabilidade. Devo fazer o que Gandhi faria e assumir a responsabilidade. Espero que você veja meu coração e meu desejo de viver a vida de Cristo ou Gandhi.”

Seu advogado, por sua vez, citou o “remorso sincero do réu por sua conduta” e um transtorno de personalidade que o atormenta há anos. Na prisão, ele foi diagnosticado por funcionárioscom esquizofrenia transitória, transtorno bipolar, depressão e ansiedade. Quando se declarou culpado, em setembro, disse que estava desapontado por Trump não o ter perdoado.

Chansley havia se autodenominado um “soldado” do QAnon. Partes dos adeptos da teoria têm Trump como herói e celebraram a invasão do Capitólio como um triunfo, ataque que terminou com a morte de cinco pessoas. Ele poderia pegar até 20 anos de prisão e ter de pagar uma multa de US$ 250 mil, mas, com a admissão de culpa, sua pena foi diminuída substancialmente.

Fonte: IG Mundo

Veja também

© Washington Alves/COB/Direitos Reservados

Basquete: Brasil derrota Chile nas Eliminatórias da Copa do Mundo

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Covid-19: ministro anuncia proibição de voos oriundos de seis países

© Felipe Oliveira/EC Bahia/Direitos Reservados

Brasileiro: Bahia derrota Grêmio por 3 a 1 e deixa Z4

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Não há casos da nova variante identificados no Brasil, diz ministério

© Fernando Brito/MS

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

106933

Chineses ignoram governo e usam criptomoedas para mandar dinheiro para o Japão

106931

INSS: Normas temporárias para concessão de auxílio é constitucional, decide STF

106929

Campos Neto diz que inflação vai melhorar a partir de 2022