Vigilância Ambiental orienta como moradores podem evitar casos de dengue em Marechal Floriano

Publicado em 08/01/2023 às 13:57

Compartilhe

Vigilancia-Ambiental-orienta-como-moradores-podem-evitar-casos-de-dengue-em-Marechal-Floriano

Com o aumento dos casos de dengue no Espírito Santo, a Prefeitura de Marechal Floriano, por meio da Vigilância Ambiental da Secretária Municipal de Saúde, reforça a necessidade de redobrar os cuidados para impedir a infestação pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Com o aumento das chuvas de verão, esse é o melhor momento para começar a tomar os devidos cuidados contra a dengue. Os meses mais quentes e chuvosos do ano representam um risco em potencial para multiplicação de criadouros de mosquitos devido ao aumento da temperatura e a ampla disponibilidade de água parada em muitas superfícies.

DICAS DE CONTROLE DO MOSQUITO POR TIPO DE CRIADOURO

Pratinhos e jarros de plantas

Evite deixar água parada, adicione areia grossa aos pratinhos e guarde em local coberto os jarros não utilizados.

Bromélias, ocos de árvores e folhas secas

Verifique regularmente a existência de água parada em plantas, mantenha as bromélias em local coberto, remova a água parada e evite deixar folhas secas no quintal para não acumular água.

Recipiente de degelo atrás da geladeira

Se houver em sua geladeira a bandeja externa que acumula água de desgelo, efetue a limpeza e secagem da água.

Calhas e muros

Mantenha as calhas limpas e niveladas para evitar acúmulo de água e tampe buracos em muros, especialmente se houver cacos de vidro.

Bebedouro de animais

Vistorie os bebedouros de animais domésticos e de criação, se possuir, pois são um risco potencial para criação de mosquitos e lave o recipiente com frequência.

Lixo, entulho, pneus e garrafas

Procure descartar o lixo de sua casa em local adequado para ser recolhido pelo setor de limpeza urbana. Solicite o recolhimento de entulho e qualquer outro material que não tenha mais utilidade. Tudo o mais que não for descartar e que possa acumular água, guarde em local coberto.

Caixas d’água

Verifique se sua caixa está bem fechada, instale tela na abertura do “ladrão” para evitar a passagem de mosquitos e lave a caixa d’água pelo menos a cada seis meses.

Imóveis em construção

Se possui ou trabalha em imóvel em construção fique atento a lonas, copos, garrafas, lajes e toneis que estejam com água parada.

Balde, toneis, tanques, piscinas e águas de reuso

Não deixe água parada em baldes e toneis sem utilização. Se precisar armazenar água, feche com lona, evitando a formação de poças. Mantenha o tratamento de piscinas e sua limpeza regular.

Ralos e sanitários

Adicione cloro nos ralos e sanitários, especialmente naqueles com menor frequência de uso em sua casa ou local de trabalho. Se necessário, instale telas nas tampas dos ralos.

Texto: Tricia de Andrade e Kamila Friedrich – Ascom/PMMF

Veja também

policia-29-02-IG-Reproducao-Instagram

Suspeito de desmanchar carro usado no Caso Marielle é preso pela Polícia Federal

saude-29-02-freepik-mulher-gripe

Saiba a diferença entre os sintomas da dengue e da Covid-19

policia-29-02-Marcelo-Camargo-Agencia-Brasil

Polícia Federal prende mais três suspeitos em nova fase da operação Lesa Pátria

policia-29-02-pm-capa

Polícia Militar prende suspeitos de tráfico de drogas e encontra um pé de maconha em Domingos Martins

geral-28-02-alfredo-chaves-estradas

Estradas precárias em Alfredo Chaves dificultam acesso de moradores a serviços básicos

saude-28-02-PMMF-vacinacao

Marechal Floriano inicia vacinação contra a dengue para crianças de 10 e 11 anos

brasil-28-02-ag-brasil-Juca-Varella

Ministério da Educação divulgou a segunda chamada do Prouni

turismo-28-02-PMDM-pascoa

Coelhinho chega neste final de semana para inaugurar a Festa da Páscoa em Domingos Martins