STJD acata e Grêmio não poderá ter público até julgamento de invasão

Publicado em 03/11/2021 às 23:50

Compartilhe

© Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Direitos reservados


O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Otávio Noronha, aceitou nesta quarta-feira (3) o pedido da Procuradoria para o Grêmio mandar jogos com portões fechados e não ter direito a carga de ingressos nas partidas como visitante até julgamento da invasão de torcedores ao gramado da Arena, em Porto Alegre, na derrota para o Palmeiras, por 3 a 1, no último domingo (31). O julgamento ainda será marcado.

Na ocasião, torcedores do clube gaúcho destruíram a cabine onde fica o monitor do árbitro de vídeo (VAR), próximo ao túnel que dá acesso aos vestiários do estádio, além de outros equipamentos de transmissão. O Tricolor foi denunciado pela Procuradoria nos artigos 213 (não prevenir e reprimir invasão, desordens e lançamento de objeto) e 211 (deixar de manter o estádio com estrutura necessária para garantir segurança) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Se for punido, o Grêmio pode receber uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil e perder até dez mandos de campo.

“Por conta da crise de desempenho da equipe do Grêmio nesta reta final do Campeonato Brasileiro, sua torcida olvidou-se da paixão pelo futebol, para declarar, e pior, travar, uma verdadeira guerra traduzida na medieval transformação da praça desportiva em palco de uma verdadeira batalha campal”, escreveu Noronha no despacho publicado no site do Tribunal.

“A agremiação tem ainda pela frente alguns jogos válidos pelo torneio, onde é razoável cogitar-se que novamente se poderá instaurar nos estádios, caso nada seja feito para se evitar, uma verdadeira praça de guerra, em detrimento à segurança de torcedores e profissionais envolvidos no evento”, completou o presidente do STJD.

Na zona de rebaixamento do Brasileiro, o Grêmio já não poderá contar com torcedores no clássico de sábado, às 19h (horário de Brasília), contra o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Para o duelo desta quarta, diante do Atlético-MG, no Mineirão, em Belo Horizonte, a torcida tricolor não teria direito a ingressos, porque a prefeitura da capital mineira ainda não autoriza a presença da torcida visitante em jogos realizados na cidade.

Edição: Fábio Lisboa

Veja também

107684

Senado aprova MP que cria o Auxílio Brasil, financiado pela PEC dos Precatórios

107682

Banco Central lança desafio para melhorar o real digital

107680

Câmara aprova PL que garante alimentação a entregadores de iFood e Rappi

107678

Senado aprova em dois turnos PEC dos Precatórios

107676

Presidente participa de formatura de sargentos no Rio de Janeiro

107674

Posse de Mendonça no STF será no dia 16 de dezembro

© Prefeitura de Jundiaí

Prefeitura de SP pede autorização para diminuir intervalo entre doses

107670

PEC dos Precatórios é aprovada no Senado em segundo turno