Antiga estação ferroviária em Marechal Floriano sem previsão para abertura

A reabertura da antiga estação ferroviária, atualmente “Museu da Imigração”, para o retorno à atividade turística, depende das decisões do governador Renato Casagrande e do prefeito João Carlos Lorenzoni. O imóvel se encontra na Praça José Henrique Pereira, que está distanciada com fitas plásticas do movimento de moradores e visitantes, atendendo a um decreto estadual.

Antiga estação ferroviária em Marechal Floriano sem previsão para aberturaDe acordo com a diretora responsável pelo “Museu da Imigração”, Sônia Werneck, distanciar as pessoas da antiga estação, o Museu da Imigração, é uma solicitação oficial do município e do Estado, bem como ocorre em Araguaya, neste município, que recebe muitos turistas e na atualidade a visitação parou.

“Nós estamos mantendo o distanciamento dos visitantes do Museu da Imigração com as fitas plásticas ao redor do imóvel e os moradores de Araguaya solicitaram por meio de cartazes o afastamento dos visitantes”. Sônia Werneck afirma que abrirá as portas para visitação somente com a liberação oficial que parte de Casagrande e Lorenzoni.

“Por enquanto vamos manter o antigo imóvel com as portas trancadas, conforme solicitação das autoridades, e a presença dos turistas, que tanto prezamos, ficará ainda por tempo indeterminado apenas distante do prédio da antiga estação ferroviária”, disse.

“A atitude da pessoa responsável por este setor em Marechal Floriano é correta e visa atender um decreto para manter a saúde da população, o mais interessante nesse momento de invasão do coronavírus, pandemia também denominada como covid – 19”. A afirmação é do morador Cristiano Rodrigues.

“O tempo vai nos mostrar a importância desse cuidado com a nossa saúde”. O comentário é do motorista Tiago Koehler, ressaltando que o distanciamento é importante, segundo os médicos, para evitar a contração da doença. “Os responsáveis pelo Museu da imigração estão absolutamente corretos e devem atender as decisões como estão fazendo”.