Dá para curtir o carnaval namorando?

Flaviane Brandemberg , 21 Fevereiro 2019

Dá para curtir o carnaval namorando?

“No carnaval, ninguém é de ninguém!” Essa é uma frase comum de ser ouvida por aí nos dias que antecedem a folia, não é mesmo? Existem até casais que dão um tempo no relacionamento, ou até mesmo terminam, para curtir os dias de festa solteiros!

Mas para muitos a expressão está completamente errada. Diversos casais garantem que dá sim para curtir o carnaval acompanhado e se divertir muito. Será?

Bom, se você está namorando ou é casado e vai curtir o carnaval nos bloquinhos de rua e afins, eu tenho algumas dicas salvadoras para compartilhar!

Uma boa comunicação entre os dois é essencial para garantir nota 10 no quesito harmonia! É importante o casal conversar antes de sair para brincar o carnaval. Quando existe espaço para o diálogo, para esclarecer o que cada um tolera ou não, as chances de brigas ocasionais ou demonstrações excessivas de ciúme diminuem bastante! Ouvir a opinião do companheiro e saber verbalizar os seus sentimentos com clareza são atitudes essenciais e válidas para o ano todo.

Vamos a uma situação clássica: os foliões se divertem pelas fantasiados pelas ruas e muitos acabam encarnando os personagens que dão tema às suas roupas. Além disso, o excesso de bebida alcóolica interfere ainda mais no comportamento deles. Neste contexto, algumas brincadeiras inusitadas podem acontecer e não serem tão bem aceitas pelo casal.

A verdade é que essas irreverências são típicas do carnaval. Até aqueles que estão vivendo um relacionamento podem querer extravasar durante a folia – e isso é normal! Um casal que tenha estabelecido uma relação de confiança mútua não tem necessidade de brigar e acabar com a festa antecipadamente!

O que acontece muitas vezes é que algumas tensões já existentes entre o casal existentes entre o casal acabam vindo à tona em momentos de muita descontração. Isso é, quando um dos dois já está ressentido ou magoado com alguma situação mal resolvida, ver o parceiro se divertindo e interagindo com desconhecidos pode ser muito incômodo. E disso pode surgir uma discussão. Por isso é tão importante manter o diálogo aberto durante todo o relacionamento.

Existem ainda situações que fogem ao controle do casal como, por exemplo, um dos dois receber uma cantada. Se isso acontecer, leve na brincadeira e se afaste para que a situação não tome maiores proporções. Principalmente quando há muita bebida envolvida, os ânimos podem ficar alterados. E violência nunca deixa lembranças positivas. Tolerância e bom humor são adereços indispensáveis no carnaval.

E quando um dos dois não gosta de carnaval? Olha, se o casal optar por sair junto para curtir a folia, espera-se que ambos apreciem a festa da mesma maneira. Caso contrário isso abre espaço para discussões e mágoas. E quando o casal decide que um dos dois pode sair para pular carnaval sozinho é importante estabelecer algumas regras para que aquele que ficou em casa se sinta seguro. Mais uma vez respeito e diálogo são fundamentais, além de uma boa dose de maturidade.

Mas, mesmo diante de tantas alternativas, ainda existem pessoas que decidem dar um tempo no relacionamento para poderem aproveitar o carnaval solteiros. E aqui mais uma vez o combinado não sai caro. Se for uma decisão do casal, e não apenas unilateral, dar um tempo na relação para curtir a festa com mais liberdade torna-se uma opção válida. Mas criar uma situação que gere um desentendimento às vésperas da folia apenas para se ‘livrar’ momentaneamente do parceiro é uma atitude bastante desrespeitosa e egoísta!

E pode ser que após o carnaval a pessoa já não encontre o ex tão disponível assim. A questão é: vale à pena colocar o seu relacionamento em risco por causa de sete dias de folia?

confira botao coluna 2