Marechal Floriano tem 421 pessoas curadas de coronavírus

A pandemia da Covid-19 permanece como desafio mundial e no Espírito Santo e em Marechal Floriano não é diferente. Conforme o Boletim informativo da Prefeitura, o município chegou a 508 casos confirmados da doença, sendo que 421 pessoas estão curadas. Outra notícia animadora é que na última sexta-feira (10), o município permaneceu 24 horas sem nenhum novo caso confirmado. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a população municipal é de 16.694 pessoas, segundo a estimativa em 2019.

MF Combate covid Sitio Dias 2Em nota da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marechal Floriano, com base no Boletim da Sesa, informa que o município o município tem 1067 casos notificados, 77 suspeitos em investigação, 421 curados e há 16 óbitos.

A nota acrescenta que o Centro lidera o número de casos confirmados: 197, dos quais, 154 já estão curados. Em seguida com mais contaminados está Santa Rita (75), Santa Maria (44), Soído de Baixo (33), Araguaya (28), Jarbinhas (24), Boa Esperança (16), Alto Marechal (14), Ponto Frio (13), Costa Pereira (11), Alto Rio Fundo (10), Vila das Orquídeas (10), Rio Fundo (07), Vila dos Ipês (07), Batatal (06), Victor Hugo (05), Vale das Palmas (03), Estrada Caracol (02), Vila Schunk (01), Trevo de Parajú (01) e Campo do Apolo (01).

A Assessoria de Comunicação informou que casos confirmados e suspeitos são monitorados pela Vigilância Epidemiológica Municipal, sendo que os pacientes estão em isolamento social, em suas residências.

RISCO ALTO - A Prefeitura de Marechal Floriano, destaca a Assessoria de Comunicação, “lamenta profundamente as mortes e se solidariza com todos os familiares e amigos. A principal arma para que possamos quebrar a cadeia de transmissão é a colaboração de cada um, ficando em casa, em uma época em que a doença se prolifera em ambientes com aglomerações, para seguirmos no combate à Covid-19”, destaca a nota.

O Mapa de Gestão de Risco, do Governo do Estado, classifica Marechal Floriano como risco alto. Com isso, o uso de máscaras em estabelecimentos comerciais e nas ruas é obrigatório.