Após quase um ano da pandemia de Covid-19 no Brasil, crianças de diferentes idades começam a retornar às creches e escolas. Ainda que cercados de todos os cuidados necessários para evitar a contaminação pelo Coronavírus, os pequenos seguem expostos a outros tipos de infecções, que, embora não sejam tão graves, podem gerar incômodo e dor.

Em uma live realizada no início da noite de hoje pela internet, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, divulgou o novo mapa de risco da Covid-19, que passa a valer a partir de segunda-feira (1º). Apenas Piúma continua no Risco Alto para a transmissão do vírus.

Com a expectativa da chegada de mais doses da vacina contra a Covid-19 ao município, a Secretaria de Saúde de Domingos Martins está se organizando para atender todos os grupos prioritários da Campanha Nacional de Imunização. Para isso, é necessário que moradores do município, que tem de 60 a 84 anos façam o cadastro para a vacinação.

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve na manhã desta quinta-feira (25) na Unidade Básica de Saúde do bairro Vale Encantado, em Vila Velha, para dar início à vacinação de idosos de 80 a 84 anos. O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, acompanhou a ação.

A Prefeitura de Domingos Martins, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nessa segunda-feira (22) a vacinação contra a Covid-19 em idosos a partir de 85 anos. Pessoas deste público-alvo, não precisam sair de suas residências, pois a imunização está sendo realizada de casa em casa por todas as regiões do município.

O Governo do Estado receberá, nesta semana, a doação de 62.400 mil unidades de kits de testes de captura de antígeno, uma metodologia de exame imunocromatográfico rápido, que avalia a presença de proteínas virais do SARS-CoV-2 no organismo, para auxiliar no enfrentamento à pandemia e investigação de casos de infecção pelo novo Coronavírus (Covid-19).

Um gesto de amor e solidariedade mudou a vida de pelo menos dez capixabas após a doação das córneas, rins e fígado de dois pacientes do Hospital Estadual de Urgência e Emergência “São Lucas”, localizado em Vitória. A primeira captação múltipla realizada este ano na instituição aconteceu na primeira semana de fevereiro. A segunda foi realizada na última sexta-feira (12).

Ao todo, quatro córneas, quatro rins e dois fígados foram captados.

A enfermeira da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HEUE, Karla Coelho dos Santos Robert, junto da equipe multidisciplinar e da equipe médica, explicou às famílias o estado de saúde dos pacientes, esclarecendo eventuais dúvidas e fizeram a abordagem relativa à doação de órgãos.

“A perda de um ente querido é sempre dolorosa, mas percebemos que as famílias sentem algum conforto quando percebem que, mesmo em meio ao luto, ainda podem participar de um último ato de amor ao próximo. O paciente já havia manifestado a decisão de ser doador para os familiares, o que faz toda a diferença no processo”, afirmou a enfermeira.

O diretor-técnico Alexandre Bittencourt ressaltou que o hospital está preparado para realizar as captações e afirma que é importante ampliar o diálogo sobre o tema para que mais pessoas sejam contempladas. Ele ainda elogiou a eficácia da abordagem realizada pelos profissionais do hospital.

“Infelizmente, a morte não é o desfecho desejado, mas, em alguns casos, é inevitável. A doação de órgãos é uma forma de perpetuar a vida e trazer algum conforto para a família, além, é claro, de permitir o restabelecimento de pacientes que aguardam por um órgão”, disse Bittencourt.

Dados fila para transplantes

A Central Estadual de Transplantes do Espírito Santo (CET-ES) contabilizou, até esta quinta-feira (18), 1.496 pacientes aguardando por um órgão no Estado, sendo 1.093 para rins, 376 para córneas, 21 para fígado e seis à espera de um coração.

Fonte: SESA/ES