Servidores municipais limpam a linha férrea na sede de Marechal Floriano

Como ocorria nas décadas anteriores quando ainda existiam os ferroviários do setor “Via Permanente”, da antiga Estrada de Ferro Leopoldina, um grupo de servidores braçais do município realizou ontem (25) o corte manual dos matos ao longo do pequeno trecho denominado na época como ‘desvio de trens’.

Servidores municipais limpam a linha férrea na sede de Marechal FlorianoO desvio de trens funcionam para facilitar as manobras e a passagem para os trens denominados como noturno, rápido, misto e cargueiro. Na atualidade os matos invadiram a linha, mas a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos enviou uma equipe especializada no uso de ferramentas manuais para o descarte do capim.

O ferroviário aposentado Moacyr Borgo, um dos responsáveis pela construção deste desvio de trens, comentou que apesar de a linha desativada, os pequenos, médios e longos trechos da ferrovia não ficam em estado de abandono. “Marechal Floriano é um dos municípios que trabalha para manter a linha sempre limpa e atrair turistas”, disse.

Servidores municipais limpam a linha férrea na sede de Marechal Floriano 2O motorista aposentado, Aldir Nascimento, filho do gerente de conservação da linha, Benício Nascimento, na época quando ainda havia normalidade no tráfego de trens, disse que sente muita saudade, quando observa os servidores municipais trabalhando muito, como o pai dele procedia. “Já se foram mais de 20 anos que a via permanente fazia esse trabalho”, sorri.