As chuvas dos últimos dias nas montanhas capixabas têm causado danos e gerado preocupação na população. Venda Nova do Imigrante não teve ocorrências graves nesse período. Mesmo assim, as autoridades estão atentas e tomando as medidas de prevenção. Um dos locais que recebe atenção especial é a barragem de Alto Bananeiras, que está dentro da normalidade.

A Secretaria de Interior e Transportes de Marechal Floriano está dando continuidade aos trabalhos de recuperação de um bueiro, que foi destruído pela força da correnteza das águas, procedentes das chuvas sequentes na semana anterior, e de uma ponte em uma estrada vicinal que ficou com a segurança comprometida após uma série de temporais.

Uma equipe da ferrovia que atualmente está paralisada desde Vitória até o Rio de Janeiro, restrita na atualidade, apenas as viagens técnicas com o automóvel de linha, conhecido no meio como “auto de linha”, encerrou na tarde de ontem (quarta-feira) a limpeza de pedras que desbarrancaram em um bairro da cidade.

Os dias seguintes à tragédia que atingiu municípios do Sul do Estado tem sido de limpeza, reconstrução e muita solidariedade. Cidades vizinhas e até as mais distantes têm manifestado ajuda com doações e força de trabalho junto às vítimas das chuvas. Desde o final de semana, a Igreja Matriz de Sant’Ana de Marechal Floriano tem arrecadado um grande número de donativos.

A Rodovia ES-146, que liga a BR-262 ao município de Alfredo Chaves, continua totalmente interditada na altura do bairro Cachoeirinha, próximo à chegada da cidade, devido a um grande deslizamento ocorrido no fim de semana, em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região. Uma equipe do Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) está trabalhando para desobstruir a via. A expectativa é que a rodovia seja liberada até o início da próxima semana.

Buracos, lamaçais e barrancos caídos no meio das estradas impedem o trânsito normal de veículos. O fato que acontece é quase geral na zona rural Marechal Floriano, ocorre também em uma estrada vicinal na chegada de Victor Hugo, cujo acesso é próximo de uma cachoeira.