Tudo acaba em pizza!

Mario Luis Martins de Almeida , 15 Junho 2018

Tudo acaba em pizza!

Pizza 1Nestes tempos de instabilidade política que estamos vivendo, esta expressão, muito utilizada no meio jornalístico, está bastante atual. Ela possui duas versões de sua criação: uma delas é que em Brasília, mais especificamente no Congresso Nacional, após os integrantes de alguma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) inocentar um ou uns dos colegas que estavam sendo “injustamente acusados” por falta de provas por um desvio de verba pública, ou algo similar, finda a sessão parlamentar todos iam para uma pizzaria famosa na capital federal comemorar saboreando algumas “redondas”; a outra versão diz respeito à Sociedade Esportiva Palmeiras, o mais italiano dos clubes de futebol paulistas, onde, também ao final de uma demorada discussão entre seus dirigentes sobre como superar a crise pela qual o time passava, encomendaram 18 pizzas gigantes, já que todos estavam famintos. No dia seguinte o jornalista da Gazeta Esportiva, Milton Peruzzi, publicou a seguinte manchete: “Crise no Palmeiras acaba em pizza!”. Daí em diante, a expressão virou sinônimo de “acabar bem”!

Pizza 2Os historiadores contam que a pizza existe desde o tempo dos egípcios, outros afirmam que foram os gregos que as criaram, usando uma massa de grão-de-bico e água. Depois foi levada para a Itália e, apartir do século XVI, a novidade era apreciada na corte de Nápoles e logo se espalhou pelo mundo. Foram eles que utilizaram, pela primeira vez, molho de tomate, cujos frutos haviam desembarcado diretamente da América trazido pelos espanhóis, e o orégano. A primeira pizzaria que se tem registro é a Antica Pizzeria Port'Alba, que fica em Nápoles, na Itália, foi fundada em 1830 e funciona até hoje.

No Brasil a chegada da pizza aconteceu graças aos imigrantes italianos que desembarcaram no porto de Santos, em São Paulo, no final do século XIX. Atualmente ocupamos o 2º lugar entre seus maiores consumidores no mundo, só perdendo para os Estados Unidos! Para se ter uma idéia, só em São Paulo são servidas 1.000.000 (um milhão) de pizzas por dia! O Dia da Pizza foi instituído na capital paulista em de 10 de julhode 1985, função de um concurso para escolher a “Melhor Pizza”, e até hoje se comemora com promoções e outras atividades ligadas às redondas. E a mais pedida no país é a de calabresa!

Pizza 3Na Itália foi criada uma associação, a Associazione Verace Pizza Napoletana (Associação da Verdadeira Pizza Napolitana), entidade que regulamenta tudo para que se produza, em qualquer lugar do planeta, a “verdadeira” pizza napolitana. Ela especifica o tamanho e a espessura da massa, a temperatura do forno a lenha, o tipo de trigo, etc. e, inclusive, certifica pizzarias e pizzaiolos (aqueles profissionais que colocam a “mão na massa”, literalmente, na preparação) para que não existam dúvidas que se está saboreando uma delas!

Pizza 4Gastronomicamente falando, a pizza é uma preparação culinária que consiste em um disco de massa fermentada de farinha de trigo e água, coberto com molho de tomate e os ingredientes variados que normalmente incluem algum tipo de queijo, carnes preparadas ou defumadas e ervas, normalmente orégano ou manjericão, assado em forno. As mais tradicionais preparadas na Itália são a “marinara”, cobertas com molho de tomates frescos, alho fatiado, orégano e azeite, e a “margherita”, com mussarela, molho de tomates, azeite e manjericão. Uma curiosidade é que na Itália as pizzas são individuais, um pouco maiores que a nossa “brotinho”, não se pede a cobertura “meio a meio”, não tem bordas recheadas e é acompanhada por cerveja! E é uma heresia pedir catchup ao garçom...

Pizza 5Lá também é muito comum comer-se fatias de pizza (pizza al taglio, eles dizem). Existem diversos estabelecimentos onde ficam expostos, numa estufa enorme, várias pizza retangulares, com as mais diversas coberturas, quentinhas e exalando um aroma maravilhoso. Aí você escolhe a que quer, o atendente corta um quadrado na hora, coloca num pratinho de papelão, te entrega e você come ali mesmo, em pé no balcão, ou vai saboreando-a caminhando pela rua!

Pizza 6Pizza 7Indo para os EEUU, algumas curiosidades: lá foi criado o sistema de entrega, o delivery, em 1830; O sabor mais apreciado e pedido por eles é o peperoni, um tipo de linguiça bastante apimentada que eles adoram; em Chicago eles preparam a “Deep dish pizza”, com uma massa bastante grossa, coberta com muuuuito queijo, molho de tomate e uma carne temperadíssima. São assadas em formas de aço e é dentro delas que vão para as mesas; inventaram, ainda, a hawaiian pizza, com pedaços de abacaxi, queijo, molho de tomate e bacon ou presunto...

Pizza 9Pizza8Voltando ao Brasil, também temos umas curiosidades: o rodízio foi criado em São Paulo e é onde você paga um valor fixo (um terço do valor de uma inteira, mais ou menos), e os garçons vão te servindo fatias com as mais variadas coberturas, até você pedir para parar porque não cabe mais nada!  A mais recente novidade é a “Pizza de Dez”: algumas pessoas se especializaram, mesmo em pizzarias de “fundo de quintal”, em produzir as redondas com pouco recheio e em grande quantidade. Assim que assam umas 20, colocam em embalagens de papelão, arrumam num baú térmico numa bicicleta ou moto e saem vendendo pelas ruas a R$10,00 (DEZ REAIS!) a unidade: “Olha a Pizza de Dez! Olha a Pizza de Dez!”, anunciam... E vendem tudo! Principalmente nas portas de estádios de futebol, em dias de jogo!

Pizza 10Mais novidades brasileiras: na Bahia é possível encomendar uma de acarajé (pizzajé) ou de abará (pizzará)! E no Rio Grande do Sul, coberta com coração de frango ou estrogonofe... E a borda recheada com Catupiry é coisa nossa, já que este requeijão é marca registrada brasileira! Mas pode ser, também, com queijo cheddar, mussarela e outros...

Apresento, agora, primos da pizza: a focaccia, um pão de origem da cidade italiana de Gênova, achatado (com no máximo 2 cm de altura) e macio, em geral coberto com sal grosso, azeite e alecrim; a pissaladière, originada em Nice, no sul da França, preparada com massa de pão e coberta com uma pasta de peixe salgado (pissalat), azeitonas pretas e cebolas fatiadas e refogadas. Também o calzone é um parente direto: nada mais, nada menos do que uma pizza dobrada ao meio, como se fosse um pastel!

Pizza 11Focaccia, Pissaladière e Calzone

Para encerrar, as pizzas doces, mais uma das criações de brasileiros e que fazem um enorme sucesso, principalmente com a garotada. Dentre as mais consumidas estão a de brigadeiro (aquele docinho de chocolate e leite condensado que só existe em nosso país...), de banana com canela, de doce de leite, Romeu e Julieta (goiabada com queijo), morango com chocolate e, até, de sorvete!

Pizza 12Brigadeiro, Banana com canela e Doce de leite

Pizza 13Romeu e Julieta, Morango com chocolate e Sorvete

Pizza 14Então, neste momento só me resta uma opção: discar o número do telefone de um dos “disk-pizzas” que eu tenho o imã grudado na porta da geladeira e pedir uma “margherita caprichada”, que é a que eu mais aprecio, mesmo não sendo italiano nem descendente deles! Já tenho uma cerveja nocongelador me aguardando e, quando o motoboy chegar, é só partir para o abraço! Ou melhor, para as fatias... E até a próxima!

Romeu e Julieta morango com chocolate sorvete

confira botao coluna 2

 

Histórico