Paralisação esportiva permanece em Marechal Floriano

Campos de futebol, quadras esportivas, sintéticos e campinhos de areia trancados com cadeados e fitas plásticas para evitar invasões clandestinas em Marechal Floriano. É dessa forma que a Diretoria de Esportes de Marechal Floriano, subordinada à Secretaria Municipal de Educação, encara a atual situação de pandemia corona vírus, a doença covid-19.

Paralisação esportiva permanece em Marechal FlorianoDe acordo com o diretor de Esportes de Marechal Floriano, Cláudio Lobo, somente com o fim do decreto criado pelo governador Renato Casagrande, que prevê as proibições de acesso aos locais esportivos, é que essa comunidade do município deverá retornar ao esporte como principalmente o futebol.

Segundo ele, os moradores de Soído de Baixo, Araguaia, Rio Fundo, Santa Maria e outras localidades que possuem locais esportivos semelhantes estão sem a prática esportiva desde que Casagrande decretou essa ordenação que deve ser atendida por todas as pessoas, principalmente os pais dos alunos, que na maioria adoram o futebol.

“Da mesma forma que não estão acontecendo as aulas devido às aglomerações, somos obrigados também a manter o esporte paralisado neste momento de pandemia”, disse Cláudio Lobo, lembrando que somente com ordens superiores é que retornarão os esportes em Marechal Floriano.

Pai de uma criança que adora jogos de futebol, Jonas Buss comenta que explica diariamente ao menino o porque dessa paralisação caracterizada por cadeados e fitas plásticas amarelas e pretas. “Não adianta tentar fazer nada e sim aguardar a passagem dessa situação”, disse Buss.

O morador local Ivan Caetano, também é favorável à manter o distanciamento e principalmente acelerar uso da máscara facial, já que o número de pessoas infectadas aumenta a cada dia que passa. “Temos mesmo é que obedecer a quem está acima de nós mostrando responsabilidade no que faz”.

 

Frank Motoboy