Coronavírus já deixa 14 mortes em Marechal Floriano

Cerca de 100 carros participaram da segunda passeata em menos de duas semanas em Marechal Floriano transportando vítimas do coronavírus. Lenita Littig, 59 anos, que trabalhou por vários anos no município, foi a 13ª pessoa que morreu de Covid-19 no município, que ontem (1º) chegou a 14 vítimas da doença.

Coronavírus já deixa 14 mortes em Marechal FlorianoLenita foi sepultada no cemitério de Boa Esperança, na última segunda-feira (29), divisa dos municípios de Marechal Floriano e Domingos Martins, ao lado da Rodovia Coriolano Guilherme Stein, que liga Paraju à BR-262. A carreata seguiu para a localidade por volta das 9 horas, deixando a Igreja Luterana de Marechal Floriano, onde ela teve participação ativa na Paróquia e sempre participou da diretoria da comunidade de Boa Esperança.

Nita, como era carinhosamente chamada, era bastante conhecida em Marechal Floriano e toda a região por ter trabalhado em um antigo restaurante pertencente a um parente próximo dela. Em seguida ela abriu seu restaurante. Depois de alguns anos ela retornou para a propriedade da família e trabalhou no município como agente de saúde da Secretaria de Saúde.

Ela morreu na tarde do último dia 28, em um hospital da Grande Vitória, e o velório aconteceu em Marechal Floriano com total segurança programada pelos pastores da instituição luterana florianense. Cena semelhante, outra carreata ocorreu na morte outro morador, na semana anterior, também vítima da doença.

Segundo o Painel Covid-19, do governo estadual, até a noite de ontem já haviam 408 casos confirmados de coronavírus em Marechal Floriano. Desse total, 325 pessoas foram curadas e 14 morreram. As demais pessoas seguem sendo acompanhadas durante o tratamento.

 

Frank Motoboy