Onde fica a POMERÂNIA?

Folha Pomerana Express , 23 Abril 2019

Onde fica a POMERÂNIA?

onde1onde2A pequena revolução agrícola ocorrida durante o reinado do duque Barmin I, levou à implantação de uma nova forma de cultivo nos campos. Além disso, para obter novas áreas de plantio, Barmin I ordenou a drenagem de pântanos e a formação de novas aldeias com mais moradias. O seu reinado se caracterizou pela inserção na Pomerânia do cultivo de cereais, como trigo, cevada, lúpulo e aveia. Ainda no âmbito religioso, Johannes Bugenhagen, seguidor do teólogo Martim Lutero, a partir de 1530 foi o grande responsável pela introdução do LUTERANISMO. 

Seu trabalho foi de grande importância rendendo-lhe o título de Doktor Pomeranus. A partir de 1534, por falar o idioma pomerano que era compreensível por todos, Bugenhagen em suas viagens, nas suas falas e preleções nas universidades, levou os ensinamentos luteranos ao povo pomerano, e aos poucos, passou a formar as comunidades luteranas com os moradores das aldeias. Pouco tempo depois, quando no reinado da Pomerânia-Stettin o duque Johann Friedrich (rei no período de 1560 a1592), adotou o luteranismo nos seus domínios.

onde3

O exemplo também foi seguido pelo seu irmão Ernst Ludwig, duque da Pomerânia-Wolgast. Assim, gradativamente o luteranismo se difundiu por toda a região. O duque Johann Friedrich teve relevante atuação nesse processo, oficializando por exemplo em 1569 a substituição do latim pela língua alemã de Lutero na liturgia e no canto dos cultos luteranos. Também intermediou conflitos de terras a favor do clero e enfatizou a atuação do pastor luterano dentro de uma vida simples e austera. Nessa ocasião o duque Johann Friedrich ampliou consideravelmente seu poder. Posteriormente o duque Bogislaw XIV (reinado de 1580 a 1637) que também havia governado a Pomerânia-Stettin e Rügenwalde de 1617 a 1625 e a Pomerânia como um todo de 1625-1637, não deixa herdeiros diretos, e seu cunhado, o duque de Brandemburgo (da casa Hohenzollern) assume o trono.

onde4Desta forma, novamente houve a união de dois ducados pomeranos, e mais tarde o ducado da Prússia também foi incorporado a esse território. Na prática, as terras da Pomerânia continuaram sendo adminis-tradas pela baixa nobreza da região e pelos comerciantes. O século XVII podem ser consi-derados os piores anos para os pomeranos pois o ducado da Pomerânia sofre com a devas-tação sofrida pela Guerra dos Trinta Anos (1618-1648). Além disso, durante os anos de 1623 e 1624, foi castigada pela peste negra, a qual retornou com intensidade em 1635.

Ao final desses trinta anos dois terços da população sucumbiu. Na área agrícola os campos da Pomerânia tiveram grande importância na introdução da batata na Europa, pois foi aqui que o rei Frederico II da Prússia (1740-1786), em 1752, iniciou a plantação de batatas, o que trouxe grande alívio em épocas de fome. O cultivo da batata se popularizou principalmente nos povoados de Kartlow (Kartlewo) e Nelep (Nielep), ambos na região de Belgard (Bialogard) e em Regenwalde (Resko) e Köslin (Koszalin). O rei considerava esse tubérculo muito útil para alimentação do seu numeroso exército, e para a população como um todo. Apesar desse grande benefício, a introdução da batata na Prússia também gerou grandes contrariedades e acirradas reclamações por parte das Igrejas Católica e Luterana, que nela viam uma planta não referenciada na Bíblia. Em 1807 novamente a Pomerânia é ocupada por tropas, desta vez pelo exército de Napoleão. O estacionamento dessas tropas até o ano de 1813 mais uma vez traz grande destruição.

onde5Por sua vez, em 09 de outubro de 1808 o governo prussiano promulgou uma lei concedendo a liberdade aos trabalhadores do campo, para não mais serem obrigados a permanecerem atrelados ao serviço de um nobre. No entanto, a partir de 1835 a economia prussiana novamente entrou em decadência, e ainda, a plantação de batata entrou em crise devido a sua contaminação por fungos. Na ocasião a Inglaterra assumiu a condição de maior produtora protagonizando sua comercialização, por isso, conhecemos hoje o tubérculo como BATATA INGLESA. Essa situação deixou a Pomerânia sem dinheiro e esfomeada. Além disso, os reflexos da REVOLUÇÃO INDUSTRIAL sobre a Pomerânia deslocaram muitos trabalhadores do campo para estaleiros, fábricas de âncoras, cordas e sabão, sobretudo em Stettin (Szczecin) a capital da Pomerânia. Nestas fábricas, os trabalhadores passa-ram a ter um ganho muito redu-zido. O trabalho dos camponeses era uma rotina exaustiva. Recebiam recursos que mal atendiam sua própria subsis-tência. Além disso, com o advento da revolução industrial ocasio-nando falta de trabalho e baixos salários, a partir de 1850 se intensificou a imigração dos pomeranos para várias regiões do mundo.

Por fim, como podemos observar, a Pomerânia ao longo de sua história sofreu influência de vários povos como os germânicos, os eslavos e os escandinavos. Os pomeranos são caracterizados e denominados como um povo etnicamente germânico, no entanto, alguns estudiosos os classificam como eslavos.

 

confira botao coluna 2

 

Histórico