Parceria entre Incaper e Mapa reforça a agricultura familiar no Espírito Santo

As parcerias firmadas entre o Instituto capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão rural (Incaper) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) ajudam a fortalecer a agricultura familiar no Espírito Santo. Alguns acordos firmados durante a semana de comemoração da agricultura familiar contribuem para o desenvolvimento rural capixaba.

Um dos acordos é o termo aditivo de prorrogação da vigência de um convênio que pretende dar continuidade às aquisições de insumos e outros recursos necessários à manutenção das “Unidades de Referência para a Disponibilização de Materiais Genéticos e Tecnologias Sustentáveis para os Agricultores de Base Familiar do Espírito Santo”.

Outra assinatura foi de um Termo de Cessão de bens móveis e equipamentos, que antes pertenciam à União. Mesas, cadeira, computadores e até um caminhão vão auxiliar o Incaper na missão de promover soluções tecnológicas e sociais por meio de ações integradas de pesquisa, assistência técnica e extensão rural, visando ao desenvolvimento do Espírito Santo.

Visitas

Recentemente, a diretoria do Incaper visitou a sede da Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Espírito Santo (SFA/ES).

“A parceria com o Ministério é muito importante para o fortalecimento das cadeias produtivas de origem animal e vegetal. Consequentemente, é muito importante para o desenvolvimento da agricultura familiar do Espírito Santo”, disse o diretor-técnico do Incaper, Nilson Araujo Barbosa.

Ele esteve com o superintendente federal do Mapa no Estado, Aureliano Nogueira da Costa, com o chefe da Divisão de Desenvolvimento Agropecuário, Raphael Conde, e com a chefe da Divisão de Desenvolvimento Rural, Beatriz Junqueira.

Sobre o Mapa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é responsável por regulamentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), que viabiliza o acesso às políticas de crédito, assistência técnica e extensão rural e mercado institucional, concessão do selo que identifica os produtos da agricultura familiar, cadastro de organizações de controle social para produção orgânica, repasse de recursos via convênios/emendas parlamentares e outros programas acessíveis pela categoria.