Sesa alerta sobre importância do Dia Mundial sem Tabaco

Publicado em 31/05/2023 às 10:11

Compartilhe

ESMAGANDO-CIGARRO

Foto: Freepik

Criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Dia Mundial sem Tabaco é lembrado no dia 31 de maio e faz um alerta à população sobre as diversas doenças e mortes relacionadas ao tabagismo que podem ser evitadas quando não há o uso do tabaco. Por isso, a Secretaria da Saúde (Sesa) chama atenção da população no intuito de alertá-la quanto aos malefícios causados ao organismo humano pelo uso do tabaco e seus derivados.

O tabagismo é reconhecido como doença crônica causada pela dependência da nicotina presente nos produtos à base de tabaco e tanto fumado, inalado, aspirado quanto mascado ou absorvido pela mucosa oral, ele contém nicotina que causa dependência e aumenta o risco de desenvolver diversas doenças crônicas.


Doenças relacionadas ao tabagismo


O uso do tabaco, assim como de seus produtos derivados, como o cigarro, cigarro eletrônico ou dispositivo eletrônico para fumar, além de charuto, cachimbo, cigarro de palha, narguilé, entre outros, podem favorecer o desenvolvimento de várias enfermidades e tipos de cânceres.

Entre essas doenças estão a leucemia mieloide aguda; câncer de bexiga; pâncreas; fígado; colo do útero; câncer de esôfago; rim e ureter; laringe (cordas vocais); na cavidade oral (boca); câncer de faringe (pescoço); estômago; câncer de cólon e reto; de traqueia, brônquios e pulmão, entre outras que também envolvem acidentes cerebrovasculares e ataques cardíacos mortais, além de enfermidades. como tuberculose, infecções respiratórias, úlcera gastrintestinal, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens, osteoporose e catarata, que também podem ser desenvolvidas.


Prevenção e Tratamento


No Espirito Santo, o Estado disponibiliza tratamento à população fumante, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), com o Programa Estadual de Controle de Tabagismo, que busca reduzir os casos de tabagismo no Estado, com a capacitação dos municípios para a implantação do programa e o apoio na realização de campanhas educativas e ações de abordagem para estimular a adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis.

No Estado, o tratamento é ofertado em 43 municípios, por meio de equipes multidisciplinares. O acompanhamento é realizado com abordagem cognitiva-comportamental. O usuário passa por uma avaliação clínica que verifica o grau de dependência e, posteriormente, a inserção em um grupo de apoio. 

Em 2022, o programa registrou um total de 3.031 pacientes que buscaram e iniciaram o tratamento. Desses 1.505 pacientes eram homens e 1.526 eram mulheres. Com relação à faixa etária dos pacientes, foram registrados 12 pacientes menores de 18 anos, 2.204 pacientes na faixa etária de 18 a 59 anos e 815 pacientes com 60 anos ou mais.

Para iniciar o tratamento, os usuários de tabaco e seus derivados podem procurar a Secretaria de Saúde de seu município. Eles serão direcionados às Unidades de Saúde que ofertam o atendimento mais próximo da residência de cada pessoa.

O tabagista também poderá solicitar informações sobre o atendimento pelo telefone do Programa Estadual de Controle do Tabagismo: (27) 3636-8206, que atende de segunda-feira a sexta-feira, no horário das 8h às 17h, ou enviando e-mail para [email protected].

Para a referência técnica da equipe de Controle em Tabagismo do Núcleo Especial de Vigilância Epidemiológica (NEVE) da Sesa, Silvana de Oliveira Dias Valada, um outro público que precisa ficar atento em relação ao surgimento de doenças causados pelo tabaco são os fumantes passivos.

“A fumaça do cigarro e produtos derivados do tabaco, assim como do cigarro eletrônico, pode acarretar sérios problemas de saúde nas pessoas que convivem com o fumante, uma vez que nela contém substâncias derivadas do tabaco, mais nicotina e mais substâncias cancerígenas que o usuário do produto inala. Já em crianças que vivem com fumantes, a fumaça tende a aumentar a incidência de pneumonia, bronquite e mesmo o agravamento de asma ou alguma outra condição respiratória”, pontuou Silvana Valada.

“É importante que o tabagista se conscientize que o uso de cigarro, cigarro eletrônico ou dispositivo eletrônico para fumar põe em risco a própria saúde e a das pessoas que estão em volta”, completou a referência técnica da Sesa.


Cigarro eletrônico


De acordo com a Resolução nº 46, Art. 1º de 28 de agosto de 2009 , da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a comercialização, a importação e a propaganda de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar está proibida no Brasil, especialmente os que aleguem substituição de cigarro, cigarrilha, charuto, cachimbo e similares em relação ao hábito de fumar ou objetivem alternativa no tratamento do tabagismo.

Entretanto, mesmo diante da proibição, os dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs) vêm se apresentando em meio à população mais jovem devido à aparência moderna que pode ter, em formato de canetas e pen drives, além de apresentarem versões com sabores e aromas diversos.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o uso cigarro eletrônico com nicotina, desencadeia uma série de malefícios à saúde, como dependência (devido às substâncias tóxicas e nicotina), traumas e queimaduras (causadas por explosões), além do agravo de doenças respiratórias, e outras mais.

Fonte: Governo ES

Veja também

geral-22-02-agencia-Brasil

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda

brasi-22-02-defesa-civil-RS

Bolsa Família antecipa pagamento para municípios do Espírito Santo e Rio Grande do Sul

policia-22-02-gov-es-drones

Drones ampliam a segurança nos complexos prisionais do Espírito Santo

brasil-22-02-freepik-estudante

Caixa anuncia concurso com mais de 4 mil vagas para todo o Brasil

geral-22-02-freepik-estudante

Fies Social financia até 100% de encargos para estudantes de famílias do CAD Único

esporte-22-02-gov-es

Paratleta capixaba representa o Brasil em Mundial de natação na Austrália

policia-21-02-pces

Polícia Civil prende em flagrante suspeito de homicídio em Conceição de Castelo

policia-21-02-mf

Bicicleta e moto são furtadas e um micro-ônibus é arrombado em bairro de Marechal Floriano