Restauração de rodovia entre Marechal Floriano e Alfredo Chaves custará mais de R$ 94 milhões

Publicado em 10/05/2024 às 10:13

Compartilhe

politica-10-05-ft-Silvana-Huber-capa

Texto: Julio Huber e Cicero Modolo/ Fotos: Silvana Huber

Uma importante rodovia que liga Marechal Floriano a Alfredo Chaves passará por uma importante restauração. A ES-146, que liga a BR-262, no Posto do Café, em Marechal Floriano, até a BR101, passando pelo distrito de Araguaia e pelo município de Alfredo Chaves, ganhará importantes intervenções e modificações. A empresa responsável pela obra já foi contratada e os serviços devem começar em breve.

E para apresentar o projeto à população dos dois municípios, o diretor-geral do Departamento de Edificações e Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), José Eustáquio de Freitas e outros integrantes do órgão se reuniram com representantes políticos e moradores.

Os trechos contemplados são o entroncamento da ES‐146 com a BR‐262, no Posto do Café (trecho conhecido como Rodovia Francisco Stockl), percorrendo 43,39 quilômetros até o entroncamento com a BR‐101, passando por Alfredo Chaves; e o início da interseção das rodovias ES‐146 com a BR‐101, percorrendo 18 quilômetros até o trevo de Ubú, em Anchieta. No total, serão mais de 61 quilômetros recuperados e R$ 94.449.655,51 em investimentos.

A obra de reabilitação da rodovia ES-146 tem como referência principal a restauração do pavimento, dos dispositivos de drenagem superficial, além da implantação da sinalização horizontal e vertical para ampliar a segurança dos usuários. Também serão feitos alguns trechos em pavimentação intertravada, como no acesso à Capela de Santo Antônio e no trecho histórico de Araguaia, ambos em Marechal Floriano.

Ainda de acordo com o projeto apresentado, serão implantados baias e abrigos em pontos de ônibus, calçadas em alguns trechos, limpa-rodas, além da recuperação de pontes, sarjetas e construção de cercas em alguns trechos.

Em Marechal Floriano, o encontro foi realizado na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Victorio Bravim, em Araguaya. Além de dezenas de moradores e empresários, também estiveram presentes o presidente da Câmara, Cezinha Ronchi, além dos vereadores Natalino Bianchi Netto e Maylson Littig, do secretário municipal de Agricultura, Sérgio Stein e do secretário municipal de Obras, Antonio Carlos Malini.

Foto: Cicero Modolo

O diretor-geral do DER-ES reforçou que a obra trará impactos positivos na economia local. “Além do desenvolvimento da agricultura, pecuária e agroturismo, essa obra vai fortalecer também o âmbito social, econômico e cultural, possibilitando a implementação de novas políticas públicas e investimentos privados nos municípios impactados diretamente pela obra”, destacou Freitas.

O diretor-geral do órgão apresentou os principais objetivos da obra, que deve iniciar em breve. “O DER-ES, via Governo de Estado, fez uma captação de recursos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento e dentre os projetos que estão legíveis, está o de recuperação da rodovia, que é um projeto inovador, onde iremos recuperar todo o pavimento, trazendo melhorias pontuais”, acrescentou.

A OBRA
Empresa contratada: LCM Construção e Comércio S/A
Valor: R$ 94.449.655,51.
Prazo de execução: 60 meses
Previsão de término: março/2029

ETAPAS DE EXECUÇÃO
– Implantação do canteiro de obras e ações sociais e ambientais junto às comunidades lindeiras;
– Início dos serviços de conservação da rodoviária por desempenho, que compreende os serviços corretivos rotineiros, e ocorrerá por Km de rodovia pavimentada, com quantitativos baseados em estado atual da malha além de dados de campo cadastrados e especificações técnicas vigentes.

IMPORTANTES INTERVENÇÕES
– Restauração do pavimento, dos dispositivos de drenagem superficial e implantação da sinalização horizontal e vertical para ampliar a segurança;
– Construção de acesso à capela de Santo Antônio em pavimento intertravado;
– No trecho histórico de Araguaya será implantado pavimento intertravado;
– Implantação de baias e abrigos em pontos de ônibus, calçadas em alguns trechos, limpa rodas, recuperação de pontes, sarjetas e construção de cercas em alguns trechos.

Fonte: DER-ES

Veja também

cafes-es

Cafés do Espírito Santo no topo do Prêmio Artesanal de Cafés Especiais Torrados

cafe-conilon

Produção de café conilon deve ser a 3ª maior na série histórica no Espírito Santo

Pesquisa-utiliza-biocarvao-de-casca-de-laranjeira-e-eucalipto-para-filtrar-esgoto

Pesquisa utiliza biocarvão de casca de laranjeira e eucalipto para filtrar esgoto

roberto-kautsky-1

Roberto Anselmo Kautsky: o botânico capixaba que revelou ao mundo a beleza das orquídeas do Espírito Santo

Programa-Saude-na-Escola-leva-conscientizacao-e-cuidados-a-criancas-e-adolescentes-em-todo-Estado

Programa Saúde na Escola leva conscientização e cuidados a crianças e adolescentes em todo Estado

Recorde-nas-exportacoes-do-agro-capixaba-no-1o-quadrimestre-de-2024

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre de 2024

Mulheres-Positivas-abre-periodo-de-indicacoes-para-premio-voltado-a-empreendedoras-no-Agro

Mulheres Positivas abre período de indicações para prêmio voltado à empreendedoras no Agro

brasil-24-05-ft-Rafa-Neddermeyer-abrigo-chuvas-sul

Pessoas físicas doam R$ 35 mi do IR para fundos do Rio Grande do Sul