Queijos de Venda Nova do Imigrante são os primeiros no estado a receberem Selo Arte

Publicado em 09/12/2022 às 16:33

Compartilhe

Queijos-de-Venda-Nova-do-Imigrante-sao-os-primeiros-no-estado-a-receberem-Selo-Arte

Quatro queijos da Artelatte Queijos Artesanais, queijaria em Venda Nova do Imigrante, receberam o selo nacional com a indicação “ARTE”, que identifica produtos de origem animal produzidos de forma artesanal. Os produtos são os primeiros no Estado no setor de laticínios a receberem o selo e agora poderão ser comercializados nacionalmente. 

O estabelecimento enviou no mês de junho o pedido de selo ao Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e recebeu em sua propriedade em outubro, a auditoria de enquadramento de concessão do certificado. Durante as visitas, o Idaf atestou além de conformidade com o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), os produtos alimentícios são elaborados de forma artesanal, a partir de técnicas predominantemente manuais por pessoas com total domínio do processo de produção e singularidade dos produtos nas características tradicionais, culturais e regionais.

Quatro Queijos da Artelatte receberam o Selo Arte:

• San José: queijo de vaca semicozido, de 4 meses até 1 ano e meio de maturação. Bem amanteigado e levemente adocicado;

• Capra: queijo de cabra, semicozido, com no mínimo 2 meses de maturação. É semi-duro, com mesma base de São José, porém um pouco mais forte;

• San Martin: É um queijo de blend de leite de cabra e vaca. Fermentado com iogurte produzido pela própria fábrica, com cura de 45 dias de maturação. Casquinha por fora e semicremoso por dentro;

• Duetto: Blend de leite de cabra e vaca com no mínimo 3 meses de maturação. O gosto é bem particular, o que pode lembrar um pouco o queijo parmesão, semiduro.

O prefeito de Venda Nova do Imigrante, Paulinho Mineti, parabeniza os produtores. “O recebimento desse selo, o primeiro no setor de laticínios de todo o Espírito Santo, é o fruto do compromisso da Artelatte com a qualidade e responsabilidade na produção. E quem ganha é o consumidor, com um produto de qualidade! Parabéns!”

História

A propriedade em São José do Alto Viçosa, zona rural de Venda Nova do Imigrante, era de Franchesco, italiano que começou a produção de queijos com um amigo conterrâneo para consumo próprio. Ao passar do tempo, com o aumento da produção e sobras de peças de queijo, os amigos decidiram vender os queijos para os vizinhos. 

Com o crescente interesse da população na produção de queijos local e buscando conformidade com o Serviço de Inspeção Municipal, Franchesco e seu sócio realizaram a reforma da casa e transformação para laticínio, com câmara fria e local para cura dos queijos. 

Com a chegada do Amedeo, italiano que mudou para o Brasil em 2014, a Artelatte aumentou a produção e variedade de queijos, e hoje, Amadeu e mais um sócio, produzem com os colaboradores da fábrica, cerca de 12 queijos de leite de vaca e cabra, além de iogurte natural.

A propriedade hoje recebe diversos turistas de todos os estados do Brasil, encantados com o agroturismo da região, e está aberta para visitação todos os dias de 08h30 às 17h em São José do Alto Viçosa, em Venda Nova do Imigrante.

Com informações da Prefeitura de Venda Nova.

Fonte: Rádio FMZ

Veja também

agro-17-06-ft-AgroUrbano-maquina-secadora-cafe

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

geral-17-06-ft-Ricardo-Medeiros-terceira-ponte

Governo do Estado inicia remoção das cabines da Terceira Ponte

saude-17-06-ft-sesa

Neurocirurgia transformadora: a jornada de dona Florentina para recuperar a fala e a mobilidade

geral-17-06-ft-Reproducao-Agencia-Brasil-termometro

Inverno começa nesta semana com temperaturas acima da média

politica-17-06-ft-Paulo-Pinto-Agencia-Brasil-pl-aborto

Após PL do aborto na Câmara, Senado discute o tema nesta segunda-feira

brasil-17-06-ft-reproducao-chuvas-RS

Ministro presta suporte após temporal em São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul

producao-industrial

Produção industrial cresce 6,2% no Espírito Santo

incendio-instalacao-eletrica

Saiba como evitar incêndios em instalações elétricas