Projeto de pesquisa fortalece cadeia produtiva do alho na região serrana do Espírito Santo

Publicado em 10/04/2024 às 10:48

Compartilhe

agro-10-04-incaper

Foto: Incaper

Um projeto de pesquisa e transferência de tecnologia entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) chegou para fortalecer a cadeia produtiva do alho e a agricultura familiar na região serrana do Espírito Santo.

O projeto é intitulado “Desenvolvimento da cadeia produtiva do alho e fortalecimento da agricultura familiar na Região Serrana do Espírito Santo pela introdução da tecnologia do alho-semente livre de vírus” e coordenado no Espírito Santo pelo Incaper, pela engenheira agrônoma e pesquisadora especialista em melhoramento genético vegetal, Andréa Ferreira da Costa.

O projeto contempla, ao todo, o estudo de 21 variedades de alhos, sendo 16 variedades de alho semi-nobre e cinco de alho nobre, que são cultivadas de formas diferentes, estudadas, testadas e depois repassadas aos produtores rurais.

Antes de chegar ao Espírito Santo, as plantas das variedades de alho estudadas passam por um processo de limpeza clonal em laboratório, garantindo a ausência de vírus. Após a limpeza, as plantas são colocadas em meio de cultura onde recebem nutrientes e hormônios para que possam crescer e se propagar, por meio de um processo delicado em laboratório de cultura de tecidos. Em seguida, são levadas para uma casa de vegetação onde completam o desenvolvimento.

Segundo Andrea Costa, os estudos experimentais são necessários para recomendar aos agricultores as variedades que produzem melhor em solo capixaba. A exemplo disso, no mês de março e no início de abril, agricultores dos municípios de Venda Nova do Imigrante, Santa Maria de Jetibá e Domingos Martins receberam, por meio dos escritórios locais do Incaper, “alho-semente” da variedade Amarante, que é livre de vírus.

A pesquisadora lembrou ainda que projeto está introduzindo cinco variedades de alho nobre, que é uma novidade no Estado. “A ideia é levar para o agricultor a técnica correta para produzir variedades de alho nobre, que é mais valorizado no mercado, por ter menor quantidade de dentes, sendo estes maiores”, disse Andrea Costa.

No final de abril, a Embrapa e o Incaper promoverão treinamento para a capacitação dos agricultores na produção de alho nobre. Atualmente, o Espírito Santo é o sétimo maior produtor de alho do País, com cerca de 1,6 mil toneladas plantadas em 154 hectares. A produção fica concentrada em municípios, como Santa Maria de Jetibá, Afonso Cláudio e Domingos Martins.

Fonte: Incaper

Veja também

Governador-anuncia-mais-66-novos-onibus-climatizados-para-o-Transcol

Governador anuncia mais 66 novos ônibus climatizados para o Transcol

sustentabilidade-es

Projeto Semeando com Sustentabilidade receberá investimento três vezes maior

inovacoes-es

Governo do Estado apresenta ações inovadoras durante o ESX 2024

fevesu-24

Favesu 2024 leva conhecimento sobre avicultura e suinocultura a milhares de participantes

brasil-14-06-ft-Rovena-Rosa

FAB encerra neste sábado recebimento de doações ao Rio Grande do Sul

esportes-14-06-ft-go-es

Paratleta capixaba conquista prata no World Series de natação na França

geral-14-06-ft-gov-es-arvore-fotovotaica

Parque Cultural Casa do Governador recebe árvore fotovoltaica

saude-14-06-ft-gov-es

Nova linhagem do Coronavírus foi detectada no Espírito Santo