Polícia Federal investiga fraudes ao auxílio emergencial no Espírito Santo

Publicado em 24/11/2023 às 10:13

Compartilhe

pf-24-11-divulgacao

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (23) em Cachoeiro de Itapemirim, município do Espírito Santo uma operação policial com objetivo de desarticular a associação criminosa envolvida em fraudes ao auxílio emergencial, um benefício instituído pelo Governo Federal durante a pandemia do Covid-19.

Equipes com cerca de 20 policiais federais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, situadas nos municípios de Marataízes no Espírito Santo, Sete Lagoas e Montes Claros em Minas Gerais.

Verificou-se que a associação criminosa conseguia acesso às contas dos auxílios emergenciais de beneficiários legítimos e desviava todo o saldo em proveito do grupo criminoso, seja através de saques, pagamentos de boletos, transferências ou compras. A partir destas informações a Polícia federal implementou a ordem judicial de bloqueio de valores das contas bancárias dos alvos no montante do prejuízo constatado.

As ações de hoje concentram esforços na busca de possíveis novas fraudes ainda não identificadas, além da descapitalização dos investigados, que responderão pelos crimes de associação criminosa e furto mediante fraude.

Fonte: Polícia Federal/ES

Veja também

cultura-18-04-ft-div-gov-es

Festival Santa Teresa Gourmet completa dez anos conectando público com gastronomia, música e cultura

geral-18-04-ft-negocio-rural

Fim de semana gelado em Vitória e mais 7 capitais brasileiras

brasil-18-04-ft-flipar

Mulher que levou idoso morto a banco passa por audiência de custódia

geral-18-04-freepik-dinheiro

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos

turismo-18-04-ft-div-setur

Rota dos Sabores mostra a diversidade gastronômica do Espírito Santo

arte-e-cronica

Crônica: Quais suas prioridades?

policia-17-04-ft-policia-amb

Polícia Ambiental flagra atividades de terraplanagem sem licença ambiental na Região Serrana

brasil-17-04-ft-div-portal-ig

Ministério Publico apura se o PCC está infiltrado na saúde pública de São Paulo