Piloto profissional, Ken Block morre em acidente de moto na neve

Publicado em 03/01/2023 às 14:35

Compartilhe

Piloto-profissional-Ken-Block-morre-em-acidente-de-moto-na-neve

Luto no mundo dos esportes radicais. O piloto profissional de rally Ken Block morreu, na última segunda-feira (2), vítima de um acidente de snowmobile – uma espécie de moto de neve -, em Utah, nos Estados Unidos. O esportista tinha 55 anos e teve morte divulgada pela Hooningan Racing, equipe de rally.

De acordo com o gabinete do xerife do condado de Wasatch, em Utah, Block estava em uma encosta íngreme quando a moto de neve virou e caiu em cima do corpo do profissional. A equipe de resgate da região retirou o corpo do local.

Ken Block era piloto de rally desde 2005, quando ganhou medalhas de rallycross nos X Games e terminou no pódio do Campeonato Mundial de Rallycross. Além disso, ele chegou a competir nas modalidades de motocross, snowboarding e skate e se popularizou com vídeos no YouTube praticando os variados esportes radicais.

Sua relação sobre rodas ultrapassa as pistas. Em 1993, Block fundou a marca produtora de materiais esportivos e roupais e tênis casuais de skateboarding. O piloto deixa três filhos e a sua esposa Lucy Brook, juntos desde 2004.

Fonte: Portal iG

Veja também

Drymoluber-brazili_ThiagoMarcial-capa-2

Espécies raras de cobras são redescobertas no Espírito Santo depois de décadas

agro-04-03-incaper

Incaper e parceiros vão promover eventos para valorização e empoderamento da mulher rural

capa-coluna-vida-saudavel

Epidemia de obesidade afeta mais de 62,6% das mulheres no Brasil

mundo-04-03-Divulgacao-UNRWA

Israel aceita acordo de cessar-fogo por seis semanas, diz EUA

policia-04-03-Ayrton-Freire-Inter-TV-Cabugi

Fugitivos de Mossoró invadem galpão de fazenda e polícia faz cerco

dengue-ms

Espírito Santo recebe lançamento de campanha nacional contra a dengue

cafe-conefora

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

agropecuaria

Crescimento da economia brasileira é impulsionado pela alta de 15% da agropecuária em 2023