Mont_Capixabas-Coluna_Diversidade 2-02

Coluna Diversidade

O acesso às atividades esportivas, culturais e de lazer

Publicado em 02/04/2024 às 08:05

Compartilhe

WhatsApp-Image-2024-01-24-at-13.56.47

É responsabilidade de toda a sociedade garantir que as pessoas com deficiência tenham as mesmas oportunidades.

O acesso às atividades esportivas, culturais e de lazer é um direito fundamental para todas as pessoas. Garantir que as pessoas com deficiência tenham igualdade de oportunidades de participar e desfrutar dessas atividades é essencial para promover a inclusão social e a igualdade de direitos.

No contexto esportivo, é importante reconhecer que o esporte desempenha um papel significativo na vida das pessoas, independentemente de suas habilidades físicas ou mentais. Participar de atividades esportivas não apenas promove a saúde e o bem-estar, mas também contribui para o desenvolvimento pessoal, a autoestima e a integração social.

Praia Acessível é um projeto da prefeitura de Vitória que tem o objetivo de garantir
o banho do mar assistido das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

As pessoas com deficiência têm o direito de participar de atividades esportivas em igualdade de condições com as demais pessoas. Isso significa que devem ter acesso a instalações esportivas adequadas e adaptadas, equipamentos e materiais acessíveis, treinadores e instrutores capacitados, além de oportunidades de competir em eventos esportivos inclusivos.

Para garantir o acesso pleno às atividades esportivas, é necessário eliminar barreiras físicas, comunicacionais e atitudinais. Isso pode incluir a adaptação de instalações esportivas, como rampas de acesso, banheiros acessíveis e sinalização adequada, bem como a disponibilização de informações sobre atividades esportivas de forma acessível, como por meio de materiais em Braile, linguagem de sinais ou formatos eletrônicos acessíveis.

Além disso, é fundamental promover a conscientização e a formação de profissionais envolvidos no campo esportivo, para estarem preparados para atender às necessidades específicas das pessoas com deficiência. Isso pode incluir treinadores, árbitros, pessoal de apoio e demais profissionais envolvidos na organização e implementação de atividades esportivas.

No âmbito cultural, as pessoas com deficiência também têm o direito de participar e desfrutar das diversas manifestações culturais de sua comunidade. Isso inclui o acesso a espaços culturais, como teatros, museus, cinemas e bibliotecas, bem como a eventos e exposições culturais.

Assim como no esporte, é necessário eliminar barreiras físicas, comunicacionais e atitudinais para garantir o acesso pleno às atividades culturais. Isso pode envolver a adaptação de instalações culturais, como a disponibilização de rampas de acesso, elevadores, banheiros acessíveis e assentos reservados para pessoas com deficiência. Além disso, é importante garantir que as informações e conteúdos culturais sejam acessíveis, por meio de legendas, audiodescrição, interpretação em linguagem de sinais e outros recursos adequados.

No que diz respeito ao lazer, é fundamental garantir que as pessoas com deficiência tenham oportunidades de participar de atividades recreativas e de lazer, tanto em espaços públicos quanto privados. Isso pode incluir atividades ao ar livre, parques, clubes, piscinas, praias acessíveis e outras formas de entretenimento.

É importante que os espaços de lazer sejam projetados levando em consideração as necessidades e características das pessoas com deficiência, com a disponibilização de infraestrutura adequada, como rampas de acesso, banheiros acessíveis, equipamentos adaptados e sinalização adequada.

Além disso, é fundamental promover a inclusão e a participação ativa das pessoas com deficiência na programação e organização de atividades de lazer, para que suas vozes sejam ouvidas e suas necessidades consideradas.

Em Vitória-ES, por exemplo, funciona o Praia Acessível, um projeto que tem o objetivo de garantir o banho do mar assistido das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Esse projeto conta com cadeiras anfíbias que não afundam na areia e são flutuantes. A altura permite ainda que a pessoa que a utiliza sinta a água do mar. Profissionais da Prefeitura de Vitória ficam em uma tenda instalada no local auxiliando e orientando, para que todos tenham um lazer seguro (funciona aos domingos, de 8 às 13h, na Curva da Jurema).

O acesso às atividades esportivas, culturais e de lazer é um direito fundamental das pessoas com deficiência. Garantir igualdade de oportunidades e eliminar barreiras físicas, comunicacionais e atitudinais são passos essenciais para promover a inclusão social e a participação plena das pessoas com deficiência nessas atividades. É responsabilidade de toda a sociedade garantir que as pessoas com deficiência tenham as mesmas oportunidades de desfrutar dessas atividades e contribuir para uma sociedade mais inclusiva e igualitária.

Marcel Andrade Carone – Jornalista, apresentador de TV, empresário, ativista social comprometido com a inclusão, embaixador da Vitória Down, idealizador da “Brigada 21”
e do “Pelotão 21”. É diplomado pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) e comendador do 38° Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro.

Veja também

prefeitura-de-marechal

Prefeitura de Marechal Floriano realiza audiência pública para apresentação Lei orçamentária de 2025

mundo-24-04-ft-JIM-WATSON

EUA promete enviar ajuda militar à Ucrânia nas próximas horas

politica-24-04-freepik-arma

Projeto quer estabelecer multa para crimes com arma de fogo

agro-24-04-ft-Arquivo-Paulo-Cordeiro

Agricultores familiares acessam políticas públicas de comercialização e melhoram renda com apoio do Incaper

geral-24-04-ft-div

Projeto Jovem Perito da Polícia Científica está com agenda de 2024 aberta

saude-24-04-ft-freepik

Lacen confirma circulação de Febre do Oropouche no Espírito Santo

geral-23-04-Foto-Osvaldo-Paula-Galote-Junior

Dia Mundial do Livro: leitura transformou a vida de um jovem em Domingos Martins

geral-23-04-ft-div

Programa Acredita começa hoje e prevê facilidade aos MEIs em negociação de dívidas

Últimos artigos de Coluna Diversidade